últimas

EXPULSÃO DE GABRIEL, PÊNALTI DUVIDOSO E BRASIL VENCE COM FOLGAS A COPA AMÉRICA 2019


O Brasil é campeão da Copa América pela nona vez. Com muito mais drama do que o esperado, a seleção derrotou o Peru e voltou a conquistar a competição depois de 12 anos. Gabriel Jesus foi o grande nome da final disputada na tarde de hoje no Maracanã, com um gol e uma assistência, e conduziu a vitória por 3 a 1, mesmo sendo expulso no segundo tempo. Everton Cebolinha também teve participação preponderante no duelo com um gol e um pênalti sofrido no final.

O cartão vermelho do camisa 9 deixou o jogo tenso, com a seleção peruana se lançando ao ataque e levando perigo a Alisson. Mas os gols de Everton, Gabriel Jesus - esses dois na primeira etapa - e Richarlison deram a paz que Tite e companhia tanto buscavam nesta Copa América. Paolo Guerrero descontou para o Peru, de pênalti, também no primeiro tempo.

Ainda que a final tenha ganhado ares dramáticos por alguns minutos, o título coroa uma campanha invicta e dominante do Brasil, capaz de ostentar o melhor ataque, com 12 gols em seis partidas, uma defesa que foi vazada pela primeira vez hoje e as melhores marcas em dribles, finalizações, passes certos e posse de bola. 

Gabriel Jesus recebe o cartão vermelho na decisão diante do Peru.Ainda que a final tenha ganhado ares dramáticos por alguns minutos, o título coroa uma campanha invicta e dominante do Brasil, capaz de ostentar o melhor ataque, com 12 gols em seis partidas, uma defesa que foi vazada pela primeira vez hoje e as melhores marcas em dribles, finalizações, passes certos e posse de bola.A expulsão, que gerou dúvidas e deixou o atacante revoltado, não apaga a enorme atuação de Jesus na tarde de hoje no Maracanã.

Um jogador de apenas 22 anos, que sofreu com críticas pesadas na última Copa do Mundo, mas que apareceu para decidir no mata-mata da Copa América. Converteu o último pênalti contra o Paraguai, fez gol e deu assistência na semifinal contra a Argentina e repetiu essa dose contra o Peru, sempre com muita personalidade. Outro jogador que desequilibrou na partida foi Everton Cebolinha, artilheiro da competição ao lado de Guerrero e melhor da final por votação popular. O jogador do Grêmio anotou o primeiro gol da partida e foi o responsável por dar tranquilidade.

Nenhum comentário