últimas

SENADOR OMAR AZIZ FALA SOBRE PLANEJAMENTOS PARA 2020 E ZONA FRANCA DE MANAUS

    EX-GOVERNADOR E ATUAL SENADOR OMAR AZIZ (PSD)
O senador Omar Aziz (PSD), abordou diversos assuntos, entre eles, os constantes ataques sofridos pela Zona Franca de Manaus (ZFM) no ano de 2019. Segundo o parlamentar, há uma contradição por parte do Congresso Nacional quando o assunto é ZFM. Confira agora a entrevista concedida ao site Direto ao Ponto. 

Contradição

“Todos são unânimes em dizer que eles defendem a Zona Franca de Manaus, mas na prática isso não acontece. Na prática existe uma guerra entre os estados brasileiros e a equipe econômica do atual governo, o atual ministro da Economia. Ela é muito clara em relação a não aceitar a renúncia fiscal que garante competitividade ao Polo Industrial de Manaus”, afirmou Omar Aziz.

Nenhuma perda em 2019

O senador afirmou que apesar dos ataques, não houve nenhuma perda para a Zona Franca de Manaus no ano de 2019. Segundo ele, a bancada federal exerceu com maestria seu trabalho, cada um dos 11 parlamentares da bancada federal no seu segmento. E que apesar da diminuição da alíquota do IPI de concentrados do setor de refrigerantes para 4% em dezembro. Para ele, este assunto será brevemente resolvido com o ministro da Economia, Paulo Guedes.

Sobre Menezes

Sobre o atual Superintendente da Suframa, Coronel Alfredo Menezes, Omar afirmou além de não ter relação, esperava que houvesse mais atitude da parte dele.
“Ele poderia ter resolvido isso sobre o IPI do polo de concentrados. Já que o cara é compadre do presidente, né?! Também vi algumas viagens do superintendente nas quais ele fazia selfie com o presidente, vídeos e não sei o quê. O quê que ele trouxe, tem que dar satisfação. Porque se for para passear, todo mundo quer”, disse o senador.

Pior desempenho do século

Omar afirmou que é a primeira vez que a Suframa não tem um técnico que conheça o funcionamento e a tributação da Zona Franca de Manaus.
Além disso, vê com certa temeridade o não crescimento da economia em 2019, e principalmente, na busca de novos segmentos para se instalar na Zona Franca de Manaus.
Ano passado tivemos o menor índice do século na geração de emprego no Polo Industrial.

Esclarecimentos

Ainda segundo o senador, o que o deixa mais triste na política é a injustiça e a maldade. E que em 2020 ele espera esclarecer muitas das acusações que são feitas contra ele.
“Eu sou consciente, de que o maior interessado para esclarecer essas coisas sou eu. Tenho procurador servir ao Estado do Amazonas. Que Deus me dê saúde para que eu possa provar que muitas coisas que falam de mim não são verdade. É isso que eu espero de 2020.”, disse o senador.
Fonte: Direto ao Ponto

Nenhum comentário