últimas

ALE DERRUBA VETO A PROJETO DE BELARMINO LINS QUE INCLUI EVENTOS INTERIORANOS NO CALENDÁRIO OFICIAL DO ESTADO



Por unanimidade, a Assembleia Legislativa derrubou, na manhã desta quarta-feira (20), o veto governamental a projeto de lei, de autoria do deputado Belarmino Lins (PP), que inclui no Calendário Oficial de Eventos do Estado do Amazonas as grandes festividades dos municípios amazonenses. “As festividades enriquecem a cultura interiorana, movimentam a economia e o turismo, gerando novas perspectivas de emprego e renda”, declarou o parlamentar.

Dentre os grandes eventos, que agora passarão a constar do calendário turístico oficial do Estado, Belarmino destaca a Festa do Rodeio do município de Apuí (distante 453 km de Manaus em linha reta) transformada em Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial do Estado por iniciativa do líder progressista. “A Festa do Rodeio é um dos mais importantes eventos de todo o Norte do País”, argumenta ele.

O rodeio apuiense, com as competições entre peões (Vaquejada, Tiro de Laço, Prova do Couro, Prova dos Três Tambores e outras), repleto de atrações musicais e exibindo uma gastronomia variada, atrai multidões de turistas procedentes das cidades vizinhas, inclusive Porto Velho, durante a realização da Expoap (Exposição agropecuária de Apuí), em cada mês de setembro.

Outro evento de destaque, segundo Belarmino Lins, é o Festival Folclórico de Fonte Boa, no Alto Solimões, em que pontificam os bumbás Corajoso e Tira Prosa, também tornados patrimônios culturais imateriais do Amazonas graças a projeto de lei de sua autoria aprovado pela Aleam. O Bumbá Corajoso é denominado Agremiação Folclórica Boi-Bumbá Corajoso, oriundo do bairro Cidade Nova, nas cores azul e branco, e rivaliza com a Associação Folclórica Cultural de Fonte Boa Boi Bumbá Tira-Prosa, com raízes no bairro Cidade Velha, nas cores vermelho e branco.

A “Festa do Sol", de Lábrea, no Vale do Rio Purus, é outro evento de grande relevância cultural e turística que agora constará do Calendário do Estado. “A Festa do Sol ocorre sempre entre setembro e outubro e movimenta muitos turistas à cidade de Lábrea, impulsiona o comércio, fortalece a economia, gera emprego e renda à população local”, diz o parlamentar, autor de projeto que, a exemplo da Festa do Rodeio de Apuí e dos bumbás fonteboenses, viraram patrimônios culturais imateriais do Amazonas.

Nenhum comentário