últimas

APÓS PEDIDO DE ARTHUR NETO, FRANÇA ENVIA 500 MIL EUROS PARA AÇÕES DE COMBATE A COVID-19


O apelo do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, dirigido aos líderes de países ricos, solicitando ajuda para combater a Covid-19 e proteger as etnias indígenas e os povos tradicionais do Amazonas foi ouvido pelo governo da França, que destinou recursos na ordem de €$ 500 mil, aproximadamente R$ 3 milhões, para serem investidos no fortalecimento de ações de enfrentamento à pandemia nas áreas de assistência social e saúde.

“Quando soube que a ajuda viria, gravei um vídeo ao presidente Emmanuel Macron, agradecendo e falando, de forma especial, sobre os efeitos devastadores da pandemia em relação não só ao nosso povo, mas principalmente sobre os indígenas”, explicou Arthur Virgílio.

Os recursos, já nos cofres da Prefeitura de Manaus, foram destinados com base na apresentação de dois projetos, com custo total de até €$250 mil cada. Na saúde, será ampliado o atendimento às populações vulneráveis e aos povos indígenas, brasileiros e estrangeiros, com aquisição de equipamentos e insumos, que totalizam investimento de R$ 1.427.370. Para a assistência social, o projeto contempla a aquisição de cestas básicas para atender 15.585 famílias, o que representam aproximadamente 78 mil pessoas. O valor total dessa aquisição está estimado em R$ 1.428.571.

“Fizemos o possível para ampliar nossas ações e salvar vidas. Criamos um hospital de campanha, com recursos próprios e fundamental apoio da iniciativa privada, que desafogou em muito os hospitais do Estado e curou mais de 600 pessoas em quase dois meses de funcionamento. Levamos saúde básica aos nossos irmãos ribeirinhos, com nossa UBS Fluvial, e distribuímos cestas básicas à população carente, incluindo indígenas. Agora, sem dúvida, poderemos garantir a continuidade dessas ações, sobretudo durante a crise econômica causada pelos efeitos da pandemia, com falta de emprego e renda. Manaus e a Amazônia agradecem a solidariedade do governo francês”, finalizou o prefeito Arthur Virgílio.

Saúde
A meta é implantar um serviço de radiologia na Unidade Básica de Saúde Móvel, com a finalidade de fortalecer a capacidade de resposta à pandemia pelo novo coronavírus e, ao mesmo tempo, ampliar a oferta de testes rápidos nas 18 Unidades Básicas de Saúde (UBSs) preferenciais ao atendimento das síndromes gripais.
“Com o serviço de diagnóstico por imagem, poderemos aprimorar o tratamento dos pacientes infectados com a Covid-19. Além disso, também estamos em processo de aquisição de outros equipamentos e insumos especializados para execução dos exames radiológicos, assim como de mais testes rápidos, ampliando a oferta para população”, detalhou o titular da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa), Marcelo Magaldi.
Assistência social
Na área social, as ações serão encabeçadas pelo Fundo Manaus Solidária, presidido pela primeira-dama Elisabeth Valeiko Ribeiro, e terão como foco as pessoas que residem em bairros com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) abaixo da média nacional, que é de 0,699, além de populações indígenas em áreas urbanas da capital e moradores de comunidades rurais e ribeirinhas.
Também serão beneficiados com a doação de cestas básicas os catadores de materiais recicláveis; profissionais do setor de entretenimento, cultura e turismo; autônomos que tiveram suas atividades suspensas; mulheres em situação de vulnerabilidade; população em situação de rua; imigrantes e refugiados; e instituições/organizações da sociedade civil que trabalhem com famílias em situação de vulnerabilidade.
“Somos imensamente gratos por essa ajuda viabilizada pela Embaixada Francesa que permitirá que cheguemos a novos lares e a famílias que nesse momento enfrentam não só o vírus da Covid-19, mas também a fome. Esse recurso vai possibilitar que ampliemos nossas ações e minimizemos o sofrimento de muitas pessoas. É, sem dúvida, o exemplo de que não há barreiras para a solidariedade”, disse Elisabeth Valeiko.
‘SOS Amazônia’
A ambientalista sueca Greta Thunberg e o movimento Friday for Future também foram protagonistas da campanha ‘SOS Amazônia’, lançada pelo prefeito Arthur Virgílio Neto, para chamar a atenção do mundo à região e aos povos tradicionais que padecem de assistência, ainda mais nesse período de pandemia.
Greta usou toda sua influência para dar voz ao apelo do prefeito de Manaus e chegou a gravar um vídeo, com outros ativistas do movimento Friday For Future, enfatizando o pedido de ajuda junto aos líderes globais e a milhares de pessoas mundo a fora. O vídeo relatou a situação da pandemia no Amazonas e trouxe como mensagem principal, ‘Salvem a Amazônia’.

Nenhum comentário