últimas

CANTORA LUDMILLA VAI AO STF PROCESSAR DEPUTADO QUE A ACUSOU DE APOLOGIA AO TRÁFICO

 




O Supremo Tribunal Federal (STF) recebeu  uma queixa-crime apresentada pela cantora Ludmilla contra o deputado Geraldo Junio Amaral (PSL-MG). Na ação, a artista diz que o parlamentar cometeu os crimes de injúria, calúnia e difamação por ter publicado tuítes acusando-a de apologia ao tráfico de drogas por causa da música “Verdinha”.

A defesa de Ludmilla pede que o parlamentar seja condenado pelos crimes de calúnia, injúria e difamação, e que seja fixado um valor de indenização por danos morais.

Em dezembro de 2019, Geraldo Junio Amaral fez diversas publicações no Twitter criticando a música “Verdinha”, e a defesa de Ludmilla cita no processo estes tuítes:

“Muitas vagas nos hospitais são ocupadas por viciados e por vítimas da violência gerada pelo tráfico. Milhões de famílias destruídas por causa das drogas e você incentivando essa desgraça. Esse lixo de música não é só mais um crime, mas uma ferramenta de tragédias no país… Se dependesse só de mim, legalizaria a rinha de maconheiro”, disse o deputado em uma das publicações.

Em dezembro do ano passado, o deputado apresentou uma representação no Ministério Público Federal (MPF) para retirar a música Verdinha de circulação. Segundo ele, o hit faz apologia ao crime e consumo de drogas por menores de idade. O MPF negou o ajuizamento de ação civil pública.






Nenhum comentário