Aconteceu!

BRASIL DESMORALIZA O VAR. JOGO DO SÃO PAULO TERÁ DE SER ANULADO


   Wagner Nascimento Magalhães, árbitro Fifa, cometeu erro primário
    Reprodução/Twitter
Erro de direito. Mostrado pela TV, para milhões de pessoas. Árbitro anula gol depois de ter recomeçado o jogo. O 1 a 1 contra o Ceará precisa ser anulado


São Paulo, Brasil

O futebol brasileiro está perto de uma 'façanha' mundial.

Desmoralizar o VAR.

A intervenção desnecessária, inexplicável, do árbitro de vídeo Carlos Eduardo Nunes Braga, desnorteou o juiz Wagner Nascimento Magalhães.

Ele havia confirmado um impedimento fácil, marcado por seu bandeira, anulando gol de Pablo.



O jogo entre Ceará e São Paulo estava empatado

Seria o possível gol da vitória, aos 12 minutos do segundo tempo.

Mas o VAR acabou se corrigindo, confirmando o impedimento.

Só que Wagner Nascimento Magalhães havia apitado e a bola havia rolado, ou seja: o jogo foi recomeçado. Um segundo depois, ele decidiu parar a partida, ouvindo que o gol foi irregular. E o anulou, pela segunda vez.

Só que não poderia, porque a partida havia recomeçado.


    O momento que o VAR avisa que havia impedimento. Só que tarde. Jogo havia recomeçado

    Reprodução/Sportv

Erro de direito.

O que permite a anulação do jogo.

E o São Paulo vai buscar esse caminho.

O clube, que briga pelo título brasileiro, e que tem elenco muito melhor do que o time nordestino, pode disputar outro jogo com o Ceará e vencer, recuperando os dois pontos que perdeu com o empate de hoje.

"Acho que no jogo de hoje a única certeza é que tem um erro absurdo, de direito. Vamos buscar todos os questionamentos, gravações e o VAR. Temos que saber porque anulou, validou, voltou atrás. E porque autorizou, um erro de direito que tira a credibilidade da arbitragem mais uma vez."

"Vamos estudar todas as possibilidades jurídicas. Vamos buscar tudo que aconteceu. Se foi validado, é que tinha dúvida. O erro é o que aconteceu quando autorizou a partida. Está na regra. O São Paulo tem que ir atrás dos seus direitos", avisou Raí.

O executivo de futebol do São Paulo não escancarou a ida ao STJD, único órgão capaz de anular um jogo, porque precisa conversar com o inseguro presidente Leco. 

Mas a autorização será dada.

Não há como o jogo não ser anulado. 

O erro crasso, de direito, está gravado.

O jogo era transmitido pelo canal Premiere.

As imagens estão registradas na Internet.

O erro de direito está à disposição do mundo.

Raí deixou claro que o São Paulo vai pedir a anulação do jogo. Será caótico para a CBF

Raí deixou claro que o São Paulo vai pedir a anulação do jogo. Será caótico para a CBF

Reprodução/SPFCTV

Os auditores do STJD não terão outra saída.

Um novo confronto entre Ceará e São Paulo é inevitável.

O que tira a credibilidade do Brasileiro.

E, principalmente, desmoraliza o VAR.

O futebol brasileiro conseguiu...

Fonte: R7

Nenhum comentário