Aconteceu!

POLÍCIA CIVIL INVESTIGA CASO DA MENINA QUE CAIU DE PRÉDIO EM SP COMO MORTE SUSPEITA E ABANDONO DE INCAPAZ

 

Foto: Google / Reprodução / Estadão Conteúdo

A Polícia Civil investiga o caso de uma criança que morreu depois de cair do 7º andar de um prédio da Zona Oeste de São Paulo como morte suspeita e abandono de incapaz.

A menina de 6 anos caiu de um prédio da Rua Coronel Paulo Soares de Moura, na Vila Tiradentes, no limite com o município de Osasco, por volta das 9h30 desta quinta-feira (26). A morte foi confirmada pela Polícia Militar por volta das 17h.

A polícia ainda aguarda exames para saber a causa da morte. O caso foi registrado como morte suspeita porque ainda não saiu o resultado do laudo necroscópico para se saber as causas e eventuais circunstâncias da morte.

Segundo informações do boletim de ocorrência, policiais militares foram chamados para atender a ocorrência e, chegando ao local, a criança ainda apresentava sinais vitais e estava sendo socorrida por uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), da Secretaria Municipal de Saúde.

O vigilante do condomínio, de 36 anos, contou à polícia que realizava triagem de rotina quando a porteira do prédio alertou que havia caído uma criança do 7º andar. Ele e o zelador passaram a procurar pela menina e a encontraram caída no parapeito do 1º andar. O vigilante colocou uma escada e percebeu que a criança ainda estava viva. A queda foi de uma altura de sete a dez metros.

A menina chegou a ser socorrida e foi levada com parada cardiorrespiratória ao Hospital Universitário da Universidade de São Paulo (USP), mas não resistiu aos ferimentos.

A mãe da menina, uma vendedora de 36 anos, afirmou que estava trabalhando em casa e desceu para entregar alguns documentos, deixando a filha dormindo no quarto. Ela encontrou a empregada doméstica na portaria e avisou que a menina estava sozinha.

Assim que chegou ao apartamento, a doméstica foi olhar a criança, mas ela não estava mais no quarto. Em seguida, ela foi até a lavanderia deixar a bolsa e ouviu a gritaria na parte de baixo do prédio. A mãe será investigada por abandono de incapaz.

O caso foi registrado e será investigado no 75º DP. O Conselho Tutelar acompanha o caso.



G1*


Nenhum comentário