Aconteceu!

JUSTIÇA SUSPENDE ELEIÇÃO DE ROBERTO CIDADE PARA PRESIDÊNCIA DA ALEAM

 


O desembargador Wellington de Araújo do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJAM) suspendeu  na noite desta sexta-feira,04, a decisão da votação que foi realizada na Assembleia Legislativa do Amazonas na última quinta-feira (03) em que mesa diretora elegeu o Deputado Roberto Cidade (PV)  como presidente da Assembleia Legislativa do Estado (ALE/AM).

votação terminou com 16 votos contra quatro para a aprovação da PEC e foi realizada após os deputados estaduais aprovarem uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que alterou a eleição da mesa diretora da Aleam e permitiu a votação para a nova presidência dentro de trinta dias anteriores à última sessão do ano.

O pedido da liminar foi feito pelos deputados Alessandra Campelo, Berlamino Lins e Saullo Vianna, que no dia da votação votaram contra a proposta sob alegação de que ela tramitou na Comissão de Constituição três minutos antes de ser aprovada e que os votos teriam sido comprados.

"O deputado Roberto Cidade foi atrás de comprar votos dos colegas deputados estaduais. E eu digo o valor, porque ele não chegou a falar comigo, mas aqui todo mundo fica sabendo das coisas. O voto era R$ 200 mil", acusou na tribuna a deputada estadual Joana Darc.

Na decisão do magistrado Wellington de Araújo disse que “a aprovação do regime de urgência sequer foi permitida na apresentação de emendas parlamentares durante a tramitação relâmpago da proposta de alteração constitucional”.

Confira a decisão:

Fonte: Portal Mix de Notícias

Nenhum comentário