Aconteceu!

LUISA MELL SE DECEPCIONA COM LARISSA MANOELA: “CORAÇÃO EM PEDAÇOS”

 

Foto: Reprodução

Após vir à tona a notícia de que Larissa Manoela doou o cachorro que adotou, em janeiro deste ano, do Instituto Luisa Mell, a ativista resolveu se manifestar nas redes sociais. Pelas redes sociais, Luisa Mell se pronunciou e se mostrou decepcionada com a atitude da atriz.

“Estou sendo marcada em milhares de comentários a respeito da Larissa Manoela que doou a cachorrinha Vitória, adotada do Instituto Luisa Mell. Confesso que fiquei muito triste quando vi a noticia na internet e com a resposta da assessoria da Larissa, que alegou que, por compromissos profissionais, a Larissa não tinha tempo de cuidar da Vitória. Mas fiquei mais triste ainda por saber que ela tem outros cães, todos de raça e apenas a vira-latas Vitoria foi doada”, escreveu no Instagram.

Foto: Reprodução

“Sinto que alguém que inspira tanta gente, que batalhou tanto na vida trabalhando desde cedo para chegar aonde chegou, dê esse exemplo quando se trata de uma vida. Adotar um cãozinho deve ser sempre um ato de amor. Uma vida não pode ser tratada como um objeto. Cães, gatos e outros animais criam laços de amor, se apegam e se acostumam com o ambiente em que vivem. Vitoria já tinha uma historia de abandono, de negligencia antes da adoção. Passou anos com a Larissa e agora, terá que recomeçar. Estou com o coração em pedaços”, completou Luisa.

Por fim, ela atribuiu a decisão de Larissa Manoela à idade. “Dizem que na juventude aprendemos, mas apenas na maturidade compreendemos. Larissa, de coração, admiro sua história, sua garra e conquistas merecidas, mas espero que em breve, você compreenda o que essa atitude representa e o exemplo que você pode ter dado aos seus fãs que, como você, estão aprendendo na juventude. Caso a Vitoria precise de qualquer assistência, como qualquer um de nossos adotados, conte com o Instituto Luisa Mell. Realmente uma pena que isso tenha terminado dessa forma para a Vitoria. Meu compromisso sempre será com os animais”, desabafou.





Metrópoles*


Nenhum comentário