Aconteceu!

NOVA ESPÉCIE DE MOSQUITO AEDES SURGE NA AMÉRICA

© :lirtlon/iStock

Em junho de 2019, a base norte-americana em Guantánamo encontrou um Aedes vittatus, espécie de Aedes do subcontinente indiano e na Ásia. Como o seu primo famoso no Brasil, esse mosquito também é transmissor de chikungunya, zika, dengue, febre amarela e de outras doenças. Esta foi a primeira vez que um Aedes vittatus é visto na América.

Para os pesquisadores, é provável que o espécime tenha chegado com o transporte de carga. “Há um paralelo entre as vespas assassinas e o Aedes vittatus no fato de que vieram de fora – estão em uma área onde não existiam antes”, disse o Ben Pagac à BBC.

Especialistas em medicina preventiva coletam mosquitos ao redor da base de Guantánamo desde 2016. Desde que o primeiro foi encontrado, a Unidade de Medicina Preventiva da Marinha Americana passou a pulverizar inseticidas nas áreas próximas.

Em dezembro de 2019, no entanto, larvas do Aedes vittatus foram encontradas. Uma fêmea foi capturada em fevereiro de 2020. Um mês depois, mais quatro mosquitos. Mudanças climáticas, com invernos brandos aumentam as gerações anuais de mosquitos.

Estima-se que doenças transmitidas pelos mosquitos matem mais de 1 milhão de pessoas por ano.



Catraca livre*

Nenhum comentário