Aconteceu!

SAMEL E CIENTISTAS ESTÃO OTIMISTAS COM TESTES DE DROGA CONTRA COVID NO AM

Foto: Reprodução/vídeo


Cientistas e pesquisadores já iniciaram testes com droga que pode conter coronavírus. Primeiros resultados são promissores, diz Samel


O grupo empresarial de saúde Samel, do Amazonas, segue em busca de melhores ferramentas para empregar no tratamento dos pacientes de coronavírus (covid-19).

Depois de criar, com parceiros, a cápsula Vanessa, vitorioso equipamento de ventilação não invasiva, que contribuiu para a recuperação de milhares de doentes de coronavírus (covid-19) no Amazonas, no país e até no exterior, o presidente da Samel, Luís Alberto (Beto) Nicolau, anunciou hoje (6), uma boa notícia.

A empresa se associa a renomados cientistas do Brasil e dos Estados Unidos para iniciar no Amazonas testes com uma droga que pode se revelar promissora contra o vírus.

Trata-se da proxalutamida, alvo de pesquisas em outras partes do mundo e também no Brasil, sob autorização da Comissão Nacional de Ética em Pesquisa (Conep). 

Beto Nicolau disse que a droga é muito usada no tratamento de complicações da próstata, funcionando como um bloqueador do hormônio masculino que parece ser facilitador de entrada do vírus.

Testes dão esperança

Para anunciar a novidade, a Samel levou a Manaus os cientistas médicos Flávio Cadegiani, quem tem base em Brasília, e Andy Goren, do estado americano da Califórnia.

Cadegiani, que há muito se dedica a pesquisas medicinais também no exterior, afirmou que os primeiros resultados da proxalutamida surpreenderam positivamente, indo além do esperado.

Conforme o médico pesquisador, a droga vem sendo testada há uma semana em pacientes da covid nos hospitais da Samel, em Manaus. Nenhum efeito adverso foi notado. 

“Pacientes tiveram uma recuperação que nos surpreendeu. Mesmo sob o ponto de vista mais cético, a gente ficou bem animado com os resultados. Esperamos muito em breve dar mais uma excelente notícia no combate à covid˜, disse Cadegiani.

Estudos preliminares com a droga na China evitaram em 100% o risco de hospitalização de pacientes masculinos do coronavírus. No caso das mulheres, o índice ficou em 90%.

De acordo com Beto Nicolau, os diretores Ricardo Nicolau e Daniel Fonseca foram destacados para participar dos testes nos hospitais da Samel. Além disso, a parceria com a Transire, do polo industrial da Zona Franca de Manaus (ZFM), foi renovada. A atuação com essa empresa contra a covid já aconteceu no hospital de campanha montado no primeiro pico da doença, em 2020, e na criação da cápsula Vanessa.

“Nosso trabalho é pensado para cuidar das pessoas. Estamos nesta luta para que possamos ter os melhores resultados e esperamos que, em breve, retornemos com boas notícias”, afirmou o presidente da Samel.

Veja o vídeo:

Vídeo: Divulgação/Samel


BNC

Nenhum comentário