Aconteceu!

RAPAZ MATA PRIMO DE 10 ANOS A FACADAS E TIRA A PRÓPRIA VIDA

 

Ambos moravam na mesma casa, na cidade de Jaíba (Reprodução/Facebook)

Conforme dito pelo padrasto da criança, que é tio de Paulo Ricardo, à polícia, o jovem chegou em casa por volta das 22h30 na noite de ontem (11), e avisou que iria sair novamente para ir a um churrasco na casa de um amigo. O homem o repreendeu, pedindo que ele não saísse naquele horário pois teriam que acordar cedo no dia seguinte para trabalhar. Durante a madrugada, o responsável por Guilherme Costa foi ao quarto dele, onde costumava dormir com Paulo Ricardo. Nisso, o padrasto encontrou somente a criança dormindo, e decidiu ir atrás do jovem, encontrando-o na rua.

Ao retornarem para casa, o tio de Paulo Ricardo Ribeiro o aconselhou novamente a não sair de casa naquele horário, e ambos foram dormir. Quando chegou em seu quarto, o homem e a esposa ouviram gritos de socorro, e foram correndo ao quarto de Guilherme e Paulo Ricardo. O casal deparou-se com ambos ensanguentados, e a mulher pegou o filho no colo para tentar reanimá-lo, fazendo manobras de primeiros socorros. Sem sucesso, a senhora correu para a rua, desesperada, gritando por socorro. Os vizinhos imediatamente acionaram a polícia e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

Vítimas não tinham sinais de agressão física

Segundo a Polícia Militar, algumas pessoas estavam aos prantos no local da tragédia. Uma das enfermeiras do Samu verificou os sinais vitais da criança, que tinha o corpo deitado na porta da casa e um sangramento intenso no lado esquerdo do pescoço, e constatou o óbito. A polícia e a equipe médica entraram dentro da residência e constataram o óbito do rapaz, que também possuía um corte profundo na região da jugular. A perícia também compareceu à casa da família, e concluiu que Paulo Ricardo lesionou a criança e a si mesmo com a mesma faca que, de acordo com os profissionais, possui 20 centímetros. Ambos não tinham sinais de agressão física.

A mãe da criança ainda relatou que o sobrinho sempre optava por ficar em casa assistindo televisão, ajudava nas tarefas do lar e, de vez em quando, trabalhava com o tio na lavoura. Entretanto, conforme dito por ela, o rapaz havia mudado o comportamento nos últimos tempos, apresentando ansiedade e saindo com frequência para encontrar-se com colegas na praça, mas que nunca chegava tarde em casa. A mulher também disse que o esposo proferiu os conselhos ao jovem de maneira tranquila, e que não presenciou nenhuma briga entre os dois.

O casal relatou que o rapaz fez uso de drogas quando morava no estado de São Paulo, e que, no entanto, nunca o viram utilizando entorpecentes do tipo na casa deles, além de bebidas alcóolicas. Eles também ressaltaram que na noite do ocorrido, Paulo Ricardo Costa apresentava sinais de embriaguez, e o viram ingerir álcool antes de sair. A equipe da perícia liberou os corpos das vítimas para a funerária de Jaíba, para serem conduzidos ao IML (Instituto Médico Legal) de Janaúba, região Norte de Minas.

bhaz*

Nenhum comentário