Aconteceu!

PERSONAL TRAINER PRESA POR ENVOLVIMENTO EM ESQUEMA DE GRAMPOS MORRE EM CUIABÁ


Helen Christy Carvalho Dias Lesco morreu nesse domingo (25) — Foto: Facebook/Reprodução

Hellen Christy ficou conhecida em 2017 após ser presa por supostamente atrapalhar as investigações do escândalo que ficou conhecido nacionalmente como ‘grampolândia pantaneira’.

A personal trainer e influencer digital Hellen Christy, de 41 anos, morreu após ter uma parada cardíaca na noite desse domingo (25), em Cuiabá.

Ainda não há informações sobre o que teria causado a parada cardíaca em Hellen.

Ela teria passado mal em casa e foi reanimada pelo marido, que a levou até um hospital particular de Cuiabá.

No local, Hellen sofreu uma nova parada cardíaca e faleceu.

Nas redes sociais, Hellen, que tinha mais de 76 mil seguidores, recebeu homenagens de amigos e familiares.

Ainda na tarde desse domingo, Hellen estava interagindo com alunos e amigos no Instagram.

Assim como ela, o coronel Evandro Lesco também foi preso por participação no esquema.

Grampos

O esquema foi denunciado à Procuradoria-Geral da República pelo promotor de Justiça Mauro Zaque, que foi secretário de Segurança em 2015. Ele disse que recebeu denúncia do caso naquele ano e que alertou o ex-governador Pedro Taques.

A PGR passou a investigar se Taques sabia do crime e de quem partiu a ordem para as interceptações. O governador, por sua vez, negou que tinha conhecimento sobre o caso.

Segundo consta na denúncia, pelo menos 80 pessoas tiveram as conversas grampeadas no período em que o esquema funcionou. Entre elas políticos de oposição ao atual governo de Mato Grosso, advogados, médicos e jornalistas.

Os telefones foram incluídos indevidamente em uma investigação sobre tráfico de drogas que teria o envolvimento de policiais militares.

A central clandestina vigorou entre 2014 e 2015 e era operado por policiais militares.

G1*

Nenhum comentário