Aconteceu!

TONY MEDEIROS COBRA REABERTURA DOS PORTOS DE NHAMUNDÁ, PARINTINS E FONTE BOA

 

Foto: Divulgação

Os problemas que estão acontecendo com os portos dos municípios de Parintins e  Nhamundá, no Baixo Amazonas, Fonte Boa no médio Solimões foram o tema principal da reunião do deputado Tony Medeiros (PSD) com o superintendente do Departamento Nacional de Infraestrutura e Transporte no Amazonas, Smith Mozart Delmond Silva, na sede do órgão em Manaus, conforme relatou o deputado, durante  discurso no Pequeno Expediente na Sessão Ordinária desta terça-feira (27). 

De acordo com Medeiros, o Porto de Parintins  está com uma real possibilidade de desabamento de um dos prédios que compõe  o complexo portuário. Já em Fonte Boa, o problema maior é o estado de abandono, por mais de dois anos de toda a infraestrutura portuária dessa importante cidade do Médio Solimões. Em Nhamundá  é visível que uma das laterais do porto está com sua infraestrutura comprometida. 

“Não podemos conviver com essa situação, pois o Dnit tem uma empresa licitada que cuida especificamente desse tipo de manutenção, mas pelo jeito não está cumprindo o seu papel e quem sai perdendo é a população que necessita desses portos para o embarque e desembarque de passageiros e de cargas”, complementou o deputado.

O parlamentar lembrou ainda da importância dos portos nas cidades do interior. ”Nós não temos ligações rodoviárias. Nossos rios, são nossas estradas, por isso os nossos portos são fundamentais para a vida cotidiana dos ribeirinhos. É preciso dar mais dignidade para essa gente, mais respeito com essa população”, defendeu o deputado.

O parlamentar deixou claro que ficou satisfeito com a reunião que contou, inclusive, com a participação da prefeita de Nhamundá Marina Pandolfo (PSD). 

Segundo ele, o superintendente Smith Mozart se comprometeu em mandar equipes para as localidades para verificar os problemas relatados e buscar as soluções com a maior brevidade possível. “Se as estradas e aeroportos deixam a desejar, é preciso que se dê uma atenção especial para os nossos portos para que as pessoas tenham o direito de ir e vir com um pouco mais de dignidade”, concluiu Tony Medeiros.

Nenhum comentário