Aconteceu!

TONY MEDEIROS FAZ VISTORIA NÃO-PROGRAMADA EM UNIDADES PRISIONAIS DE MANAUS


Foto: Divulgação

O deputado estadual Tony Medeiros (PSD) realizou uma vistoria não-programada, nesta quarta-feira (31), em três unidades prisionais de Manaus, que ficam no KM 08 da BR-174: os Centros de Detenção Provisória Masculino (CDPM) 1 e 2, e o Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj).

Acompanhado pelo secretário de estado de Administração Penitenciária (Seap), coronel Vinícius Almeida, Tony Medeiros percorreu vários setores do antigo semiaberto e do regime fechado, como salas de capacitação, salas de videoconderência - onde são realizadas audiências - e parlatórios onde os presos com restrição de visitas podem conversar (separados por um vidro) com advogados ou defensores públicos. 

 O deputado conheceu as ações de ressocialização do Programa “Trabalhando a Liberdade” em que os presos que apresentam bom comportamento desenvolvem trabalhos de limpeza, pintura dos prédios, entre outras atividades. Também conheceu a área em que os presos trabalham na olaria, hortas e granjas. 

Tony Medeiros também fez uma inspeção na cozinha e experimentou a comida servida aos presos. 

Após a inspeção o deputado disse estar impressionado com a estrutura e com as ações que são desenvolvidas nas unidades prisionais. “A imagem que se tem de um presídio não é muito boa. A gente fica até um pouco temeroso em relação a própria segurança, mas fiquei impressionado com as mudanças que vi. O reforço na segurança, nas celas, na organização. Até no entorno do presídio com câmeras que conseguem identificar pessoas que tentam se aproximar dos muros para jogar objetos aos presos”, afirmou. 

O secretário Vinícius Almeida agradeceu a visita surpresa do deputado, explicou o quanto é importante a fiscalização parlamentar em relação ao uso dos recursos públicos e destacou que o trabalho desenvolvido pela Seap tem o objetivo de “ressocializar e destruir os mecanismos do crime para que a sociedade, no seu dia a dia, tenha uma segurança pública mais eficiente”.

Nenhum comentário