Aconteceu!

HOMEM PASSA TRÊS DIAS COM BARATA DENTRO DA ORELHA

 

Imagem ilustrativa - Pixabay/DaModernDaVinci

Um homem de Auckland, na Nova Zelândia, teve uma barata extraída de sua orelha três dias após sentir pela primeira vez uma sensação de torção. Zane Wedding pensou inicialmente que apenas havia entrado água em seu ouvido, que parecia entupido.

Wedding nadou em uma piscina na manhã da última sexta-feira e adormeceu no sofá naquela noite. Ao despertar, sentiu algo se contorcendo por dentro do ouvido, segundo o jornal britânico The Guardian.

O neozelandês procurou ajuda médica no sábado. Primeiro foi aplicada uma seringa no local. Ele ainda recebeu antibióticos e instruções de como secar a orelha. E foi aconselhado a retornar caso o incômodo permanecesse.

Reprodução
Homem tem barata extraída da orelha na Nova Zelândia

Um homem de Auckland, na Nova Zelândia, teve uma barata extraída de sua orelha três dias após sentir pela primeira vez uma sensação de torção. Zane Wedding pensou inicialmente que apenas havia entrado água em seu ouvido, que parecia entupido.

Wedding nadou em uma piscina na manhã da última sexta-feira e adormeceu no sofá naquela noite. Ao despertar, sentiu algo se contorcendo por dentro do ouvido, segundo o jornal britânico The Guardian.

O neozelandês procurou ajuda médica no sábado. Primeiro foi aplicada uma seringa no local. Ele ainda recebeu antibióticos e instruções de como secar a orelha. E foi aconselhado a retornar caso o incômodo permanecesse.


Seu problema então piorou. Wedding ficou surdo de um ouvido e não conseguiu dormir. Recorreu até a um secador para ver se a estranha sensação cessava. Não funcionou. Ele marcou uma consulta com uma especialista, que o examinou na última segunda-feira.

"Literalmente, no segundo em que ela olhou, disse: "Oh meu Deus, acho que você tem um inseto no ouvido", disse Wedding ao The Guardian.

Após alguns minutos, a especialista conseguiu retirar uma barata de dentro de sua orelha usando um dispositvo de sucção e uma pinça. Ela nunca havia visto algo semelhante.




Fonte: Agência O Globo

Nenhum comentário