TCE

TCE

Aconteceu!

PROCURADOR DO TJD-RJ PEDE QUE TROFÉU NÃO SEJA ENTREGUE AO FLUMINENSE EM CASO DE TÍTULO DA TAÇA GUANABARA

David Braz e Gabigol disputam a bola no Fla-Flu de 6 de fevereiro. Tricolor venceu por 1 a 0 - Foto: Gilvan de Souza/Flamengo/Divulgação/06.02.2022

A Taça Guanabara pode não ser encerrada no próximo sábado. Mesmo se o Fluminense conquistar matematicamente o título. Isso porque Andre Valentim, procurador-geral do TJD-RJ, entrou com um pedido de medida cautelar para que o possível título e a entrega da taça não seja realizada caso o tricolor vença o Resende, em Volta Redonda. O pedido ainda precisa ser aceito pela presidente do órgão, Renata Mansur.

Explica-se: caso o Fluminense vença a partida, chegaria a 27 pontos e não poderia ser mais alcançado por nenhum rival. Mas o julgamento do "caso Gabigol", onde o TJD-RJ apura o suposto caso de racismo sofrido pelo atacante no Fla-Flu do último dia 6 de fevereiro, poderia tirar até três pontos do tricolor caso seja punido. Assim, manteria o Flamengo e o Vasco vivos na disputa.

No entanto, o EXTRA apurou que, neste momento, sequer está garantido que haverá um julgamento. Isso porque, o inquérito ainda está em fase de investigação e, se não for caracterizada a infração ou não for definida a autoria, a tendência é pelo arquivamento do procedimento. Outro ponto é que o Fluminense só perderia pontos se os gritos fossem vinculados a um "considerável número de pessoas", segundo o Art. 243-G. O que não é possível afirmar até o momento.

Procurado pela reportagem, André Valentim confirmou que entregou à presidência do TJD-RJ o pedido.

— O Fluminense está sendo denunciado e pode perder até três pontos. Caso perca, o Flamengo e Vasco estariam no páreo. Dei entrada hoje (quinta-feira) e estou esperando o despacho para suspender a homologação caso o Fluminense vença a partida. Se entregar a taça agora, como vai tirar depois? Está na mão da presidente — afirmou.

Esta não é a primeira vez que o procurador-geral entra no caminho do Fluminense. Em 2019, após a final da Taça Guanabara contra o Vasco, Valentim tentou excluir o tricolor do Campeonato Carioca por, na visão dele, procurar a Justiça Comum antes da Desportiva com uma liminar que proibia a entrada de torcedores no Maracanã. Porém, o pedido foi indeferido.

Valentim também foi quem entrou com um pedido de suspensão em seis jogos do atacante Fred, em 2015, ao ser expulso em um clássico com o Flamengo, pelo Campeonato Carioca daquele ano. Na ocasião, o procurador decidiu que o atacante teria que responder por supostamente ter ofendido os árbitros Wagner do Nascimento Magalhães e Luiz Antônio Silva Santos, o Índio.

O Fluminense é o líder isolado da Taça Guanabara com 24 pontos. Flamengo, o segundo, tem 20, e o Vasco, teceiro, tem 19. Restando apenas duas rodadas, basta uma vitória simples do tricolor para garantir o título.

*Extra

Nenhum comentário