Aconteceu!

MENINO CAI DE VAN ESCOLAR EM MOVIMENTO APÓS 'BRINCADEIRA'

 

Foto: © Creative/Commons/Divulgação

Uma brincadeira dentro de uma van escolar da Prefeitura de Uberaba, em estrada de terra, na noite da última quarta-feira (9/11), terminou com um menino de 9 anos sendo jogado para fora do veículo e sofrendo ferimentos. Após ser hospitalizado e receber atendimento médico, ele teve alta na tarde desta quinta-feira (10/11). O veículo que se envolveu no acidente faz o transporte escolar rural de alunos da Escola Municipal Totonho de Morais, localizada às margens da BR-050. A empresa responsável pela van foi notificada nesta quinta-feira pela Secretaria de Educação de Uberaba. Segundo a pasta, foi confirmado que, no momento do acidente, o aluno ocupava um dos bancos da frente da van, ao lado de outra criança e do motorista. 

Segundo relatos de testemunhas à Polícia Militar (PM), o acidente aconteceu no momento em que os estudantes começaram uma brincadeira, com ameaças de jogar um boné pela janela da van. Um dos alunos teria puxado o pino da trava da porta do passageiro, ao lado do motorista, e o menino caiu, com o veículo em movimento. Em depoimento à PM, o motorista disse que precisou fazer uma conversão à esquerda para não atropelar a criança. Logo depois, parou o veículo, colocou o menino na van e se deslocou para a fazenda onde o garoto mora. Em seguida, os pais levaram o filho para o Hospital da Criança. No local, o pai da criança solicitou a presença da PM e registrou um boletim de ocorrência. A van escolar foi removida para pátio conveniado ao Detran, e o motorista, levado para a Delegacia de Plantão da Polícia Civil para prestar esclarecimentos ao delegado de plantão, sendo liberado em seguida. A reportagem questionou a PCMG se foi instaurado inquérito policial para investigar o acidente, bem como se o motorista ou a empresa responsável pelo veículo vão responder criminalmente pelo fato, mas não obteve resposta. 

Empresa é notificada

 A Secretaria de Educação de Uberaba (Semed) notificou e solicitou esclarecimentos à Expresso RS Cargas e Encomendas nesta quinta-feira. A pasta questionou a empresa sobre o motivo de dois alunos estarem sendo transportados no banco da frente do veículo ao lado do motorista, no momento do acidente, o porquê do não acionamento do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), assim que ocorreu o acidente, e se os motoristas da empresa passam por algum tipo de capacitação sobre como devem agir em situações como essa. “A empresa tem cinco dias úteis para manifestação sob pena de instauração de Procedimento Administrativo Sancionatório e aplicação de eventuais penalidades, conforme contrato”, destacou a Secretaria de Educação de Uberaba.




Fonte: EM 

Nenhum comentário