Aconteceu!

OPERAÇÃO ‘SUCATA’ RETIRA VEÍCULOS ABANDONADOS DE CALÇADAS NA ZONA CENTRO-SUL DE MANAUS

 

Fotos – Sidney Mendonça / IMMU

Com o objetivo de evitar risco de doenças, acúmulo de lixo e garantir vias com mais fluidez no trânsito e de pedestres, a Prefeitura de Manaus, por meio do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), retirou quatro carros abandonados em ruas, na manhã desta terça-feira, 1º/11, na avenida Nilton Lins, no bairro Flores, zona Centro-Sul da capital, com a operação “Sucata”.  A ação contou com apoio do Instituto Municipal de Planejamento Urbano (Implurb) e da Polícia Militar.

Para o vice-presidente de Trânsito do IMMU, Edson Leda, a operação visa trazer mais comodidade à população. “Temos situações de veículos que estão em estado de sucatas e que não estão, mas que também causam problema porque estão estacionados de forma irregular na cidade. Estamos fiscalizando estas duas situações. Temos a determinação do prefeito David Almeida de fazer cada vez mais estas ações para garantir o reordenamento da cidade, visando trazer mais segurança tanto para quem está nas vias quanto para quem transita nas calçadas”, afirmou.

O maqueiro Damião Nogueira da Silva, 52, morador do conjunto Duque de Caxias, elogiou a operação do IMMU. “Gostei muito porque fica mais fácil para a gente andar. Acho que foi a melhor coisa que fizeram e espero que continuem fazendo sempre, para que tenhamos a liberdade de andar na calçada e não na pista”, disse.

O trabalho de remoção é realizado por agentes de trânsito em etapas. Primeiro, é feito o mapeamento com a localização dos carros abandonados, de acordo com a solicitação dos cidadãos, via telefone do Plantão do Trânsito, o 0800 092 1188.

Os agentes fazem uma lista com a programação de remoção, tentam localizar o proprietário do veículo e dão um prazo para que a sucata seja retirada da via. Dias depois, voltam aos endereços e removem os veículos, caso não tenham sido retirados.

Todos os veículos removidos são levados ao parqueamento terceirizado da Prefeitura de Manaus. O proprietário interessado em reaver o veículo deverá pagar pendências com impostos e multas, além das despesas com a remoção.


Nenhum comentário