CONSTRUÇÃO CIVIL: MARIA DO CARMO FALA SOBRE SOLUÇÕES PARA MANAUS EM REUNIÃO NO SINDUSCON




Convidada para apresentar suas ideias e propostas que deverão compor o seu Plano de Governo, a pré-candidata à Prefeitura de Manaus Maria do Carmo Seffair (Novo-AM) esteve reunida com empresários da construção, área considerada por ela estratégica para fazer frente a diversos problemas da capital, como habitação, trânsito, transporte, dentre outros.

O encontro foi realizado na última quarta-feira, 29/5, véspera de feriado, na sede do Sindicato da Indústria da Construção Civil do Amazonas (Sinduscon-AM), localizado na avenida Djalma Batista, zona Sul.

"A construção civil é um dos setores mais importantes da nossa economia, responsável por mais de 25 mil empregos em Manaus. Foi uma reunião muito proveitosa, onde foram apresentadas soluções aos principais gargalos de Manaus e, sem dúvida, os empresários da construção serão parceiros fundamentais em nosso projeto para fazer Manaus avançar 40 anos em 4", afirmou a professora, empresária e advogada, Maria do Carmo Seffair.

À frente da Fametro, a maior instituição de ensino superior do Norte do país, Maria do Carmo possui mais de 40 anos de experiência em gestão e é responsável pelo renascimento do Hotel Tropical Amazônia e da Santa Casa de Misericórdia. 

Ela defende um "choque de gestão" na Prefeitura para destravar ações e "levar, de fato, as melhorias até a ponta, até a população", apontou a professora Maria do Carmo. "Entra prefeito e sai prefeito e os problemas continuam. Isso porque não buscam as soluções com foco nas pessoas, na melhoria de vida da população", completou a pré-candidata.

Entre os projetos detalhados, o principal foi a implantação de um sistema de transporte integrado, composto por quatro modais. "Manaus não possui um sistema de transporte, tem ônibus, mas não sistema de transporte. É preciso modernizar, trazer novos modais, como o monotrilho e o BRT, que já são utilizados há décadas por outras capitais. É possível. Manaus vive um atraso enorme pela falta vontade política", criticou Maria. 

Para o diretor-executivo Robério Arruda, Maria do Carmo mostrou "estar prepara para gerir com competência". Como empresária, a pré-candidata entende as burocracias que travam o desenvolvimento da cidade. 



Nenhum comentário