últimas

APESAR DE DETESTAR A ZONA FRANCA DE MANAUS, MIN PAULO GUEDES VAI PRESIDIR O CAS NA NOVA COMPOSIÇÃO

SEN OMAR AZIZ(CENTRO),COMANDA A BANCADA AMAZONENSE NO CONGRESSO

Paulo Guedes preside o CAS, apesar de ser inimigo da Zona Franca. O ministro da Economia até tentou fazer média com a bancada federal do Amazonas, mas mete o couro no modelo e cria panavueiro, sempre que pode O ministro da Economia, Paulo Guedes, é o novo presidente do Conselho de Administração da Suframa (CAS).

 É o que consta no decreto de composição do conselho. O documento foi entregue na tarde desta segunda (08/07), em Brasília, na Casa Civil da Presidência da República. A publicação deve ocorrer até sexta-feira (12/07).   Inimigo Paulo Guedes tem posição, cada vez mais clara, contrária à Zona Franca de Manaus (ZFM). Ocorre que o Ministério da Economia abarcou o Ministério do Desenvolvimento Indústria e Comércio Exterior (MDIC). 

O ministro, com isso, ocupa o cargo mais alto na hierarquia da Suframa.   Acerto e erro Guedes até celebrou trégua com a bancada federal do Amazonas. Mas, dia seguinte, soltou petardos sobre a ZFM. Foi ele quem disse que o impacto fiscal da decisão do STF sobre devolução do IPI dos concentrados seria de R$ 30 bilhões. Dias depois, bombardeado pela bancada amazonense e estudos técnicos da Sefaz-AM, refez os cálculos: “O rombo será de R$ 2,3 bilhões por ano“, disse, em nota técnica. 

  ‘Ele chuta’ O senador Omar Aziz (PSD-AM) já disse que Paulo Guedes “chuta números”. O ministro, volta e meia, dá razão ao parlamentar amazonense.   Desconforto A situação está se tornando cada dia mais desconfortável. Os técnicos do Ministério da Economia demoraram, desde abril, para compor o novo CAS. O conselho caducou porque era presidido pelo ministro do MDIC, que não existe mais.

 Por conta desse atraso, o presidente Jair Bolsonaro teve que cancelar, pela terceira vez, a vinda a Manaus.   Presidente intervém Dizem que a oposição de Paulo Guedes à ZFM é tão intensa que o próprio presidente Bolsonaro tem interferido em favor do modelo. A coisa está ficando feia.   Guaranys, o substituto Guedes pode delegar a presidência do órgão, responsável pelas diretrizes da Suframa e aprovação de projetos. 

O secretário-executivo do Ministério da Economia, Marcelo Pacheco dos Guaranys, é o substituto imediato. A posição dele? Igual a do chefe.   Sem paciência O prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, o governador Wilson Lima e a bancada federal do Amazonas perderam a paciência com Paulo Guedes. 

O mesmo ocorre com o deputado estadual, economista e tributarista Serafim Corrêa. Nenhum deles poupa críticas frontais às posições do ministro em relação à ZFM.

Fonte: Portal Marcos Santos

Nenhum comentário