últimas

MANAUS DEVE TER DOMINGO COM CHUVA E CÉU PARCIALMENTE NUBLADO

Previsão para domingo (29) é de céu parcialmente nublado e possibilidade de chuva no período da tarde — Foto: Orlando Júnior/Rede Amazônica
Manaus deve ter céu parcialmente nublado e com previsão de chuva no período da tarde deste domingo (29). Dados do Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) apontam que a temperatura na cidade deve variar entre mínima de 24ºC e máxima de 34ºC. A previsão de novas chuvas ocorre após uma tempestade atingir a capital na sexta-feira (27), causando alagamentos, deslizamentos de terra e a morte de dois homens.
As nuvens de chuva devem ser geradas devido o aumento da temperatura, que pode ocorrer durante a tarde. A previsão para a capital pode se estender para grande parte do Amazonas. Na Região Sudoeste, a probabilidade de chuva é ainda maior, devido áreas de instabilidade que podem causar trovoadas isoladas a qualquer hora do dia.
Índice pluviométrico em Manaus, por volta das 22h30, foi de 74,2mm — Foto: Rickardo Marques/G1 AMÍndice pluviométrico em Manaus, por volta das 22h30, foi de 74,2mm — Foto: Rickardo Marques/G1 AM
Em Manaus, somente entre 8h de sexta e 8h deste sábado (28), foram registrados 147mm de chuva de acordo com o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). Segundo a Defesa Civil Municipal, a Zona Leste foi a mais afetada.
O índice contabilizado na capital ultrapassou a média histórica de precipitação para o mês de setembro. Para o meteorologista Gustavo Ribeiro, a quantidade de chuva em um período curto de tempo chama atenção.
“Se fosse esse volume dividido em mais horas, não teria dado tanto problema. O problema é que foi em uma hora, aí não dá vazão nos bueiros e nos próprios igarapés”, comentou.

Centenas de ocorrências

Ao todo, 113 ocorrências foram registradas pela Defesa Civil, segundo dados da Casa Militar de Manaus. Já o Corpo de Bombeiros atendeu 73 ocorrências causadas durante a chuva.
Trecho nos dois sentidos da Avenida Nathan Xavier ficou submerso — Foto: Rickardo Marques/G1 AMTrecho nos dois sentidos da Avenida Nathan Xavier ficou submerso — Foto: Rickardo Marques/G1 AM
Casos de alagamentos foram contabilizados em 21 pontos da cidade, entre bairros, conjuntos e comunidades. São eles:
  • Mutirão
  • Zumbi dos Palmares
  • Armando Mendes
  • São José I
  • Jorge Teixeira
  • Nossa Senhora de Fátima I
  • Cidade de Deus
  • São José II
  • Santa Etelvina
  • Gilberto Mestrinho
  • Conjunto Riacho Doce II
  • Petrópolis
  • Centro
  • Tancredo Neves
  • Flores
  • Nova Vitória
  • Novo Reino
  • Adrianópolis
  • Conjunto Florestal II – Cidade Nova I
  • Comunidade Fazendinha – Cidade de Deus
  • Parque 10 de Novembro
Mapa mostra bairros afetados por chuva em Manaus — Foto: Rede AmazônicaMapa mostra bairros afetados por chuva em Manaus — Foto: Rede Amazônica
A água também cobriu um trecho da Avenida Nathan Xavier e alguns motoristas precisaram retornar no sentido contrário. Na Rua Waldemar Jardim Maues, conjunto Colônia Japonesa, a água de um igarapé também impossibilitou o tráfego de veículos.
Um grupo de moradores protestaram neste sábado e fecharam a Rua Hibisco – conhecida como Pista da Raquete – no Distrito 2. Segundo eles, 100 casas foram alagadas durante a chuva devido o entupimento de uma tubulação que passa na área das residências.
A chuva causou ainda a morte de um homem de 45 anos que caiu em um bueiro no bairro Zumbi, Zona Leste. O corpo dele foi encontrado por populares em um igarapé na Rua Berimbau Baiano.
Na Zona Sul, um idoso de 69 anos foi encontrado morto no bairro Educandos. Ele foi arrastado pela correnteza de um igarapé durante o temporal.
Por volta das 7h15 deste sábado (28), o corpo dele foi encontrado no bairro Educandos, também na Zona Sul. Por conta da forte correnteza durante o temporal, a vítima foi arrastada ao longo do igarapé. — Foto: Eliana Nascimento/G1 AMPor volta das 7h15 deste sábado (28), o corpo dele foi encontrado no bairro Educandos, também na Zona Sul. Por conta da forte correnteza durante o temporal, a vítima foi arrastada ao longo do igarapé. — Foto: Eliana Nascimento/G1 AM

Danos materiais

Na Avenida Margarita, bairro Nova Cidade – Zona Norte -, a estrutura de um posto de combustíveis desabou. O acidente causou danos também na fachada de uma lanchonete que funciona ao lado do posto. Ninguém se feriu.
Outros desabamentos foram registrados nos bairros Aleixo, Gilberto Mestrinho, Bairro da Paz, Nova Esperança, Conjunto Riacho Doce II e na comunidade Fazendinha 2.
Estrutura de posto de combustíveis na Zona Norte desabou durante chuva em Manaus — Foto: Rickardo Marques/G1 AMEstrutura de posto de combustíveis na Zona Norte desabou durante chuva em Manaus — Foto: Rickardo Marques/G1 AM
Casos de deslizamentos de barranco ocorreram nos bairros Cidade de Deus e no Conjunto Riacho Doce II. No bairro Aleixo, Zona Centro-Sul, parte da obra de um hospital particular cedeu, invadiu uma rua e a lama chegou até as casas. No mesmo bairro, uma creche foi inundada.
O aposentado Francisco Goudim disse que precisou pular o muro para salvar a família. “Está aqui as escoriações para salvar a minha mulher e o meu filho, porque o portão não abria com força da água. Arrebentou tudo, tá tudo alagado, tudo quebrado. Não tenho mais nada, só a vida, porque Deus me deu. Também consegui salvar meus cachorros”, afirmou.
Rua no bairro Novo Aleixo ficou tomada pelo barro após chuva em Manaus — Foto: Carlos Eduardo/Rede AmazônicaRua no bairro Novo Aleixo ficou tomada pelo barro após chuva em Manaus — Foto: Carlos Eduardo/Rede Amazônica
Na Rua Montequeiro, bairro Redenção, uma cratera se abriu durante a chuva. O tráfego de veículos precisou ser modificado, o que afetou o trajeto de linhas do transporte coletivo que atendem o bairro. O mesmo problema já havia sido registrado pelo G1 em março de 2018.
A chuva causou também um vazamento no telhado do Instituto da Criança do Amazonas (Icam). A Secretaria de Estado da Saúde (Susam) informou que uma equipe de manutenção está no local desde às 7h deste sábado para realizar a manutenção do telhado.
O abastecimento de água em Manaus foi outro quesito afetado pela chuva. Oito sistemas que distribuem água para as zonas Leste, Norte e Centro-Sul precisaram de manutenção. Por conta disso, oscilações foram registradas. A empresa Águas de Manaus afirmou que o problema ocorreu em virtude de falta de energia elétrica.
Fonte: G1 Am

Nenhum comentário