últimas

WILSON LIMA ENTREGA R$ 5 MILHÕES EM EQUIPAMENTOS E VEÍCULOS PARA FORTALECER AÇÕES DO SETOR PRIMÁRIO


Governador também anunciou novas entregas para o início de 2020, em parceria com o Governo Federal

O governador do Amazonas, Wilson Lima, entregou, nesta terça-feira (26/11), equipamentos e veículos destinados à Secretaria de Estado de Produção Rural (Sepror), adquiridos por meio de convênios com o Governo Federal e com recursos do Tesouro Estadual, totalizando R$ 5 milhões. Wilson Lima também anunciou outras entregas em parceria com o Governo Federal, também destinadas ao setor primário, que devem ser feitas a partir dos primeiros meses de 2020.

“Estamos entregando caminhões, pick-ups, alguns para as nossas unidades do Idam, da Adaf e também para algumas prefeituras. E anunciei aqui, para o ano que vem, a entrega de 15 caminhões e de 30 patrulhas mecanizadas, tudo isso resultado dessa parceria que a gente tem feito com o Governo Federal”, destacou o governador.
 
Ele frisou que, mesmo com as limitações orçamentárias, o setor primário se manteve como prioridade de governo, por ser uma das mais fortes matrizes econômicas do Amazonas. “Nós conseguimos dar uma resposta muito efetiva, vamos encerrar o ano com números bem positivos, principalmente no setor primário, em que o Estado do Amazonas foi o que mais investiu na agricultura familiar. A gente saiu de 11º para 1º lugar, investiu mais que qualquer outro estado brasileiro”, enfatizou Wilson Lima.

Adaf – Por meio da Agência de Defesa Agropecuária e Florestal do Estado do Amazonas (Adaf) foram entregues veículos terrestres e fluviais para as Unidades Locais de Sanidade Animal e Vegetal (Ulsavs). Ao todo, 20 veículos e duas lanchas serão incorporados às unidades da Adaf no interior. Também foram entregues dois containers que funcionarão como Barreira de Vigilância Agropecuária (BVA) na comunidade de Iguapó Açu, no Careiro Castanho, e em Sucundurí, em Apuí.
Seis veículos modelo pick-ups 4x4 são destinados aos municípios de Careiro Castanho, Iranduba, Manacapuru, Itacoatiara, um para a Ulsav em Manaus e um para a Barreira de Vigilância Agropecuária (BVA) em Apuí.  Mais sete veículos leves serão incorporados à frota da Adaf nos municípios de Humaitá, Novo Remanso/Itacoatiara, Manacapuru, Manaus, Parintins, Urucará e Presidente Figueiredo para apoiar as ações de fiscalização da barreira de Jundiá, em Roraima.
As pick-ups, os carros leves e os containers foram adquiridos por meio do convênio nº 839205/2016 assinado entre o Ministério da Agricultura Pecuária e Abastecimento (Mapa) e a Adaf.

O superintendente federal de agricultura no Amazonas, Guilherme Pessoa, destacou que o convênio entre o Ministério da Agricultura e o Governo do Amazonas possibilita um incremento nas atividades da Adaf. “O objetivo dele é estruturar a Adaf para que ela possa ter condições de executar da melhor maneira a sua atividade, que é certificar os nossos produtos para que eles tenham mercado. Se o produto agropecuário, como a carne, o pescado e a fruta não tiver certificação que assegure a sua qualidade, teremos dificuldade na venda”, frisou.

Outros veículos – Mais sete motocicletas foram repassadas aos municípios de Careiro Castanho, Canutama, Carauari, Itamarati, Novo Aripuanã, Pauini e Sena de Madureira (AC). Já os veículos fluviais (duas lanchas) foram entregues às Unidades Locais de Sanidade Animal e Vegetal de Autazes e Novo Aripuanã. As motocicletas e as lanchas foram adquiridas pela fonte do tesouro do Estado.

Com a incorporação de um veículo leve à sua frota, a Adaf de Presidente Figueiredo será uma das beneficiadas pelo convênio assinado nesta terça-feira. Segundo o técnico responsável pela unidade, Josué Monteiro, o carro será usado principalmente nas ações de fiscalização da agência na barreira de Jundiá, em Roraima. “Ele vai servir para fazer o transporte das equipes da hora de repouso, descanso, para eles irem para o apartamento onde estão alojados e voltarem. Tem um veículo lá que é alugado, então esse novo vai substituir o que já temos”, explicou.

Idam – O governador entregou, por meio do Instituto de Desenvolvimento Agropecuário e Florestal Sustentável do Amazonas (Idam), equipamentos aos 66 escritórios do interior, adquiridos por meio de Recursos do Tesouro Estadual.  Foram entregues 76 notebooks, 82 microcomputadores, 84 aparelhos de ar condicionado e 300 pneus.

PAA – O governador fez a entrega de 16 caminhões baú, sendo três para os escritórios do Idam em Boca do Acre, Presidente Figueiredo e um para Manaus, e 11 para as prefeituras de Borba, Careiro Castanho, Careiro da Várzea, Eirunepé, Humaitá, Lábrea, Manacapuru, Manaquiri, Manicoré, Maués e Tefé.

As entregas são fruto de contrato de repasse estabelecido entre o Governo Federal (Ministério da Cidadania) e o Governo do Amazonas (Sepror) contemplando ações de apoio à modernização das atividades do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), com a distribuição de equipamentos para apoiar as Centrais de Recebimento e Distribuição de Produtos da Agricultura Familiar.

Segundo do prefeito Ramiro Gonçalves, de Careiro da Várzea, a disponibilidade de veículos que possam escoar a produção acaba estimulando o mercado local. “Hoje nós temos seis caminhões alugados pela prefeitura e já está faltando caminhão. Há um mês nós estamos com problema para escoar esses produtos porque a produção aumentou depois que eu coloquei esses seis caminhões para trazer essa produção. Foi bem pensada essa ideia do governador em incentivar o setor primário”, considerou.

Para o prefeito de Manacapuru, Beto D’Angelo, os veículos vão ajudar a melhorar as condições de atendimento aos produtores. “Manacapuru hoje vive um momento de fortalecimento. Nós temos projetos de mecanização de terra e escavação de tanque, isso tem motivado os nossos produtores e o município tem se tornado uma referência no setor produtivo. Uma vez que nós temos uma demanda muito grande, a doação de um caminhão-baú vem em boa hora. O governo vem estendendo a mão num momento muito oportuno”, afirmou.

ADS – Foram assinados termos de compromisso para entrega de dois caminhões baú para a Agência de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), que servirão para suprir as necessidades de escoamento da produção em Manaus.

O titular da Secretaria de Produção Rural do Amazonas, Petrucio Magalhães, explica que os insumos entregues pelo governo estadual vão potencializar a assistência técnica oferecida pelo Sistema Sepror. “A gente precisa manter todos esses investimentos trabalhando com seriedade, transparência e, acima de tudo, com sustentabilidade. É perfeitamente possível compatibilizar desenvolvimento com a sustentação do nosso meio ambiente”, pontuou.

Reunião – Também na sede da Sepror o governador participou da última reunião de 2019 do Conselho Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável (Cedrs), realizada no novo auditório da Sepror. Foram discutidos temas como a apresentação do decreto nº 41.430 de 29/10/2019, a criação das câmaras técnicas e a formação do Grupo de Trabalho para revisão do Regimento Interno. Eles também fizeram um balanço das atividades realizadas em um ano, com saldo positivo para o Amazonas, já que nunca se investiu tanto no setor primário.

Concursados Idam e Adaf – O governador recebeu, ainda, um grupo de aprovados nos concursos do Idam e da Adaf, que reivindicam a convocação. Wilson Lima explicou que o chamamento imediato não é possível, mas que os aprovados devem ser chamados a partir de fevereiro de 2020.

“Nós temos um problema com a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Precisamos diminuir o gasto com pessoal, para fazer novas contratações. Estamos fazendo, a partir do mês de janeiro, recadastramento da folha do servidor, já contratamos, junto à Fundação Getúlio Vargas, um estudo para Análise de Conformidade de Folha. Nossa expectativa é que haja uma redução de, aproximadamente, 3% de gasto com pessoal. Com isso a gente vai poder chamar os concursados da Adaf, Idam e também de outras áreas”, afirmou o governador, ressaltando que é interesse do governo convocar os aprovados, já que é preciso aumentar o efetivo de técnicos agropecuários da Adaf, para reforçar o quadro e permitir que o Amazonas permaneça livre da febre aftosa.

FOTOS: Bruno Zanardo/Secom



Nenhum comentário