últimas

AUXÍLIO EMERGENCIAL: 5,7 MILHÕES DE PESSOAS RECEBEM NESTA SEXTA-FEIRA





O governo federal paga nesta sexta-feira (21/8) o auxílio emergencial de R$ 600 para 5,7 milhões de pessoas. Desse total, 1,9 milhão são beneficiários do programa Bolsa Família com o Número de Identificação Social (NIS) igual a 4.

O restante, 3,8 milhões, são trabalhadores informais, autônomos, desempregados e MEIs que fizeram o cadastro no aplicativo ou site, ou ainda inscritos no Cadastro Único (CadÚnico), nascidos em novembro.
Sou do Bolsa Família

Recebem nesta sexta-feira (21/8) os beneficiários do Bolsa Família com o NIS final igual a 4. O pagamento foi efetuado para aqueles que têm o final do NIS entre 1 e 3. Nesta segunda-feira (24/8), ganha quem tem NIS final 5, e assim sucessivamente. (Confira o calendário logo abaixo).

O dinheiro será depositado da mesma forma que o benefício regular. Logo, é preciso usar o cartão nos canais de autoatendimento, unidades lotéricas e correspondentes Caixa aqui; ou por crédito na conta Caixa fácil.

O pagamento do auxílio emergencial, que pode ter o valor dobrado caso a mulher seja chefe de família, obedece ao calendário habitual do Bolsa Família, que é pago nos últimos dez dias úteis de cada mês.

ARTE: METRÓPOLES
Calendário da quinta parcela do auxílio emergencial para quem recebe o Bolsa Família

Essa pode ser a última parcela do auxílio de R$ 600, uma vez que o governo ainda não divulgou a prorrogação do benefício. O Ministério da Economia, porém, avalia conceder novas parcelas, mas com valores menores.

Não sou do Bolsa Família

Para os trabalhadores que não recebem o Bolsa Família, o crédito do auxílio emergencial – que pode ser da primeira, da segunda, da terceira ou da quarta parcela será feito nesta sexta-feira (21/8) a 3,8 milhões de nascidos em novembro.

Desse total, 3,7 milhões fazem parte do calendário de ciclos. Além desses, o dinheiro será depositado também na conta de 91 mil cidadãos que foram aprovados no último dia 3 após terem o cadastro reanalisado.


Neste caso, o crédito será depositado na conta Poupança Social digital, onde o dinheiro deverá ser movimentado pelo aplicativo Caixa Tem. Em um primeiro momento, o auxílio ficará limitado para pagamentos digitais, sendo impossível realizar saques e transferências.

O calendário – diferentemente do Bolsa Família – está organizado de acordo com o mês de nascimento, independentemente de qual o número da parcela do auxílio será paga. 

O segundo ciclo de pagamentos – referente à parcela seguinte – tem início no próximo dia 28 de agosto. O crédito vai acontecer da mesma maneira, de acordo com a data de nascimento. Na ocasião, a Caixa inicia o crédito da quinta, e última, parcela.

Nenhum comentário