MISSÃO HUMANITÁRIA RETORNA AO BRASIL APÓS DOAR 6 TONELADAS DE ALIMENTOS E REMÉDIOS AO LÍBANO

A missão foi presidida por Michel Temer, a convite do Presidente Jair Bolsonaro - Foto: Ministério da Defesa

A delegação brasileira de ajuda humanitária enviada nessa semana ao Líbano está de volta. A missão, presidida por Michel Temer, a convite do Presidente da República Jair Bolsonaro, doou seis toneladas de alimentos e medicamentos ao país afetado por uma forte explosão no início de agosto.
O transporte do material, viabilizado por meio do Ministério da Saúde e da comunidade libanesa no Brasil, foi feito pelos aviões KC-390 Millennium e o VC-2 (Embraer 190), ambos de Força Aérea Brasileira. Outras 4 mil mil toneladas de arroz foram enviadas por meio marítimo e chegarão nos próximos dias à capital Beirute.
O país afetado pela explosão recebeu insumos básicos de saúde, como antibióticos, corticoides, analgésicos, ataduras, seringas e cateteres. Cerca de 100 mil máscaras cirúrgicas, 300 ventiladores pulmonares e alimentos também foram entregues.
Parte da comitiva brasileira ficará no Líbano até o fim mês para ajudar o Ministério da Defesa local. A equipe é composta por especialistas em combate a incêndios e explosões.

Apoio brasileiro

A missão humanitária liderada pelo Governo brasileiro saiu em direção ao Líbano na última quarta-feira, 12 de agosto. O Presidente Jair Bolsonaro participou da solenidade que marcou o início da missão, no aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.
Mais de 150 pessoas morreram na capital libanesa e cerca de cinco mil ficaram feridas.
*Com informações do Ministério da Defesa.

Comentários

Postagens mais visitadas