últimas

NOVO TRECHO DA BR-319 PASSARÁ POR OBRAS DE PAVIMENTAÇÃO E RECUPERAÇÃO

A pavimentação de trechos da rodovia é uma das prioridades do Governo na área de infraestrutura - Foto: DNIT

A recuperação e a pavimentação da BR-319, importante via de ligação entre os estados do Amazonas e de Rondônia, vai trazer ganhos econômicos e sociais para a região, segundo o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas. Em videoconferência realizada nesta segunda-feira (21), com governadores da Região Norte, o ministro afirmou que a pavimentação de trechos da rodovia é uma das prioridades do Governo na área de infraestrutura.

Não podemos mais admitir que o estado do Amazonas não tenha essa conexão com o restante do Brasil, que uma capital importante como Manaus fique isolada do resto do Brasil. É uma das obras, se não a mais importante da Região Norte, a mais emblemática que, agora, começa a tomar seu corpo”, declarou o ministro.

Nesta terça-feira (22), será dado o passo inicial para o início da reconstrução de 52 quilômetros da BR-319, entre os quilômetros 198 e 250, trajeto conhecido com “Lote Charlie”. Na data, também será divulgado o resultado do edital para contratação de empresa que vai elaborar os projetos básico e executivo das obras.

A reconstrução vai garantir maior segurança e redução no tempo de viagem. Atualmente, as alternativas à rodovia são o transporte por barco ou avião. “Quem usa essa rodovia geralmente são pessoas humildes, que precisam dessa ligação, que não tem como pegar um avião”, disse o ministro ao destacar a importância da obra.

De acordo com Tarcísio Freitas, as obras seguem as orientações dos órgãos ambientais e devem servir de modelo na preservação do meio ambiente. O projeto inclui novos dispositivos de drenagem e recuperação de áreas degradadas. Mais de 100 mil mudas nativas serão plantadas no segmento. Vinte passagens de fauna aéreas e 12 subterrâneas serão instaladas a passagem de animais que cruzam a estrada.

“É importante reafirmar nosso compromisso de fazer da BR-319 uma obra modelo no que diz respeito à preservação do meio ambiente. Vamos mostrar, a partir desse empreendimento, que o desenvolvimento pode coexistir com a sustentabilidade”, afirmou o ministro.

O governador do Amazonas, Wilson Lima, falou sobre a importância da rodovia. “Queremos a BR-319 não só por uma questão de desenvolvimento econômico, mas de desenvolvimento social, de garantir ao cidadão o direito de ir e vir. Não é justo que a gente continue isolado, o Amazonas e Roraima, do restante do Brasil”, explicou durante videoconferência realizada no sábado (19).

Já o governador de Rondônia, Marcos Rocha, destacou o potencial de interligação da BR-319 com outros estados. “Sabemos da importância dela [rodovia] para nossos produtores, mas ela [rodovia] não é importante só para Rondônia e Amazonas. Ela é importante para Roraima, Amazonas, Rondônia, Acre, e para todos os demais estados do nosso País, porque vai fazer a interligação. Esse caminho entre os estados de Rondônia e o Amazonas vai voltar a existir. E isso é tratar as nossas populações desses quatro estados com respeito”, enfatizou.

Mais obras na BR-319

Os primeiros 198 quilômetros da BR-319 estão pavimentados e contam com contratos de conservação e de manutenção, assim como os 164 quilômetros finais. Dessa forma, o passo seguinte, após as obras do “Lote Charlie”, é a pavimentação do chamado “Trecho do Meio”, com 405 quilômetros de extensão - ele vai do quilômetro 250 ao 655.

De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), os estudos para licença ambiental do “Trecho do Meio” foram encaminhados aos órgãos responsáveis e p projeto já foi contratado. “Nosso plano é que, em 2022, tenhamos toda a extensão da rodovia 319 contratada e em serviços. Aí, é uma questão de tempo para entregar ela [rodovia] toda pavimentada”, concluiu o ministro da Infraestrutura.

Nenhum comentário