últimas

SISTEMA DE GESTÃO DE DOCUMENTOS É OFICIALIZADO PARA TORNAR MAIS EFICIENTE, TRANSPARENTE E ECONÔMICA A COMUNICAÇÃO ENTRE ÓRGÃOS ESTADUAIS


O governador Wilson Lima oficializou o Sistema de Gestão Eletrônica de Documentos (SIGED) no executivo estadual. O Siged irá ser o suporte tecnológico ao Sistema de Arquivo e Gestão de Documentos do Estado do Amazonas (SAGED-AM) e também tornará mais eficiente e econômica a comunicação entre os órgãos do governo.  

O SIGED, desenvolvido e cedido gratuitamente pela Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), será de utilização obrigatória para todos os órgãos e entidades da administração direta, autarquia e fundações, sendo facultativo às empresas estatais. A implantação será gradativa, com prazo máximo de 8 meses.  

No Decreto nº 42.727, de 8 de setembro, também atribuiu ao Núcleo Gestor formado pelas Secretarias de Administração e Gestão (Sead) e de Fazenda (Sefaz), assim como pela empresa de Processamento de Dados do Amazonas S.A (Prodam), o planejamento e acompanhamento da implantação do SIGED em todas as instituições.  

Segundo a Sefaz, atualmente, 15 órgãos estaduais já avançaram na implantação do SIGED. Entre eles estão Comissão Geral de Licitação (CGL), Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) e Secretaria de Estado da Saúde (SES). Nestes, os processos já rodam eletronicamente, eliminando papel e conferindo mais segurança na tramitação. “Nossos técnicos da tecnologia da informação desenvolveram essa importante ferramenta de gestão, onde os processos são tratados de forma digital, o que confere maior segurança, além de eliminar o uso de papel e trazer maior agilidade e economicidade à tramitação dos documentos, gerando assim mais eficiência aos serviços prestados à população”, informa o secretário de fazenda estadual, Alex Del Giglio.  

A Prodam será responsável pela hospedagem e suporte técnico do sistema, garantindo a disponibilidade e a integridade das informações que serão processadas no SIGED. Além disso, a Empresa já destacou uma equipe de técnicos que irão se especializar no sistema, permitindo que, num futuro próximo, seja possível realizar manutenções corretivas e evolutivas na solução. 

Sead – A Sead fará, por meio de dotação específica, a gestão orçamentária e financeira da implantação, hospedagem, suporte e manutenção contínua do SIGED, com formalização de contrato com a Prodam. A migração dos processos em meio físico para o sistema será normatizada por meio de Instrução Normativa da Sead.  

“Além das normas e diretrizes para a gestão de documentos, a Sead irá disponibilizar e manter treinamento contínuo do Siged através da Escola de Gestão e Aperfeiçoamento, a Esasp”, disse a secretária Inês Carolina Simonetti. A titular da Sead destaca ainda que o Arquivo Público do Estado do Amazonas (Apeam) será responsável pela parametrização e atualização da classificação e avaliação arquivística”, destacou Inês Simonetti.  

Para a secretária, com os órgãos públicos estaduais implantando o SIGED, o principal ganho é a celeridade na tramitação dos processos para os usuários dos serviços. “Com a redução da emissão de documentação física, a gestão ganha modernidade, agilidade, transparência e credibilidade na administração pública. O maior impacto será na redução de custos, com a economia de papel e combustível, ampliando a sustentabilidade”, ressaltou Inês Simonetti.  


Foto: Gabriel Retondano/Sead. 

Nenhum comentário