Aconteceu!

MULHER ESTUPRADA POR EX, FOI OBRIGADA A GRAVAR VÍDEO ENQUANTO ERA VIOLENTADA


Imagem Ilustrativa




A jovem de 23 anos, que foi estuprada e mantida em cárcere privado por cinco dias pelo ex-namorado, em Itanhaém, litoral de São Paulo, foi obrigada a gravar um vídeo dizendo que merecia o que estava passando. 

O filho da jovem, de apenas 5 anos, estava no cativeiro e foi testemunha dos crimes. Os estupros foram gravados no celular da jovem porque o agressor não tinha aparelho telefônico, segundo informações da Polícia Civil.

Um vídeo em que a vítima foi obrigada a justificar porque era mantida em cárcere foi encontrado pela polícia. As filmagens eram feitas para que o agressor pudesse enviá-las para conhecidos. O suspeito pode fazer parte de uma facção criminosa , segundo aponta a investigação. Ele foi preso em flagrante.

Crime

O crime aconteceu durante a vítima viajar para o litoral de São Paulo, no dia 9, a convite de uma amiga. Ao chegar ao destino final, ela foi surpreendida pelo ex-namorado. O agressor a puxou pelos cabelos e arrastou a vítima para um veículo, levando junto o filho dela. A jovem conseguiu escapar do cárcere, sem levar o filho, e avisou a polícia. O resgate da criança foi feito e o suspeito foi detido. 

Os dois mantiveram relações por seis meses, e a jovem decidiu terminar o relacionamento pelos ciúmes e agressões.




Nenhum comentário