Aconteceu!

ANITTA E DIRETORES DE MODO TURBO QUEBRAM PAU

 

Foto: Instagram/Anitta / Pipoca Moderna

Com 16 milhões de visualizações no YouTube e recorde histórico como a maior estreia do Spotify Brasil, "Modo Turbo", gravação de Luísa Sonza com participações de Anitta e Paulo Vittar, é um dos maiores sucessos do pop brasileiro recente. Mas em vez de comemorar, os envolvidos no clipe do projeto estão quebrando o pau.

Tudo começou quando, ao responder a dúvida dos fãs sobre a superprodução audiovisual do vídeo no Stories do Instagram, um dos diretores da Alaska Filmes, formada por Gustavo Moraes e Marco Lafer, soltou indiretas para as estrelas do projeto. Sem citar nomes, contou que foi complicado "lidar com o ego e falta de caráter de uma celebridade em específico".

A conversa também identificou Anitta como seu alvo, quando alguém perguntou se ela era "escrota mesmo como falam por aí": "O que posso dizer é que a gente discorda completamente da conduta profissional da Anitta. Nunca destratei ninguém da minha equipe, simplesmente não entendo por que alguém escolhe deliberadamente tratar mal as pessoas".

A conversa seguiu.

"A premissa chegou pra gente por meio da Anitta. Ela teve essa ideia de que a Pabllo, Luísa e ela chegariam no Arcade, encontrariam uma máquina de dança. A partir desse embrião, demos mais contorno pra ideia. Assim que gostamos de trabalhar: contribuindo com ideias que tragam ação, mistério, coisas divertidas para a narrativa", explicou.

"Porque, afinal, acreditamos na colaboração. Para ficar legal, precisa ter muita gente trocando ideia, com respeito da equipe. Ninguém faz nada sozinho", frisou Marco, marcando Anitta na publicação em que falava sobre colaboração"

"Estou desapontada com o posicionamento e a falta de profissionalismo da produtora Alaska filmes. Sabemos como homens se sentem quando uma mulher bem sucedida e poderosa se impõe e é clara com o que ela quer, infelizmente", tuitou a cantora.

Anitta também foi às redes sociais rebater as críticas. "Acho que as pessoas escolheriam poupar sua energia se soubessem minha reação quando vejo falando mal de mim depois que já não está mais na minha presença", disparou no Twitter.

Ela também comentou no tuíte da amiga, dizendo estar envergonhada de ter indicado a empresa para dirigir o clipe. "E eu só a vergonha de ter te falado pra fazer com eles, miga", escreveu a morena. "Amiga, pelo menos o clipe ficou bonito, o resto, amor, que se exploda", respondeu a loira.

Mais tarde, no Instagram, a cantora que teve seus barracos registrados na série "Made in Honório", da Netflix, reclamou. "Não tenho um segundo de paz. Não posso nem ter um Natal com a minha família", disse ela, que está passando férias no México com familiares e amigos.

Em seguida, postou uma série de Stories, contando que os problemas começaram após os diretores do duo Alaska descartarem a ideia original das artistas para o clipe.

"A Luisa me pediu, e eu dei uma ideia que não era essa, era uma ideia de gamer etc, mas era outra coisa, que tinha mais a ver com o cenário de hoje em dia, para a gente conseguir reverberar em outras campanhas, contratos. Visando outros públicos que não o que já temos. Não estou falando que o clipe está feio, estou falando que minha ideia foi outra", ressaltou Anitta.

Em seguida, ela explicou que foi falar com os diretores a pedido de Luisa e que em nenhum momento foi grossa com eles. "Eu sei que não sou uma pessoa fácil de lidar. Porém nesse dia fui uma princesinha", disse. "Normalmente se o clipe é meu, eu não me meto. Mas eu fui princesa, fui fofa, por isso que ela [Luisa] foi me defender. Eu fui fofa porque eu estava com vergonha, porque eu tinha falado para ela contratar essa produtora e não estava sendo do jeito que falei. Eu estava pagando de maluca. Nem tinha como não ser fofa".

"Dias antes de o clipe sair, chegamos à conclusão que nos arrependemos. Não está feio, está uma ideia que não é a que a gente queria", continuou.

Ela ainda afirmou que houve atraso nas gravações e que os diretores não mostraram a edição para elas - mas não pretendia vir a público falar sobre o caso, até que soltaram uma crítica em sua direção.

"Estava calada na minha e fui chamada para ficar dando opinião, aí desculpa, vou falar. Foi cutucar a minha onça no Natal, na data que eu mais gosto do ano, com a minha família fazendo pavê. Eu falei que estava tudo ruim, falei mal de todo o trabalho, mas juro que falei com uma educação… estou com raiva de ter falado com tanta educação. Pegaram a minha ideia, jogaram no lixo e fizeram outra coisa".

Nenhum comentário