Aconteceu!

PALMEIRAS VENCE O SANTOS NOS ACRÉSCIMOS E CONQUISTA O BICAMPEONATO DA LIBERTADORES

Rony e Marinho disputando a bola no primeiro tempo. (Staff Images/Conmebol)

Palmeiras é campeão da Libertadores. Nos acréscimos do segundo tempo, Breno Lopes marcou de cabeça e anotou o gol da vitória sobre o Santos por 1 a 0. A final aconteceu neste sábado (30), no Maracanã. Apesar da proibição de público por conta da pandemia de coronavírus, a decisão contou com torcedores e dirigentes nas arquibancadas. Muitos deles não usaram máscaras e desrespeitaram o distanciamento social.

O gol saiu aos 53 minutos, logo após a expulsão do técnico Cuca. Rony recebeu pela direita e cruzou firme. Breno Lopes, que tinha entrado no segundo tempo, subiu bem após cruzamento de Rony e cabeceou firme, no canto, para dar o título aos alviverdes.

Essa é a segunda vez na história que o Palmeiras se sagra campeão. Em 1999, o clube conquistou a taça sul-americana sob comando do técnico Luiz Felipe Scolari (Felipão) e com estrelas como o goleiro Marcos e o meia Alex.

Além disso, o Palmeiras garantiu presença no Mundial de Clubes, marcado para fevereiro, no Catar. A FIFA já divulgou a tabela e Palmeiras ou Santos terão pela frente o Tigres, do México, ou Ulsan, da Coreia do Sul.

Palmeiras e Santos voltam a focar suas atenções no Campeonato Brasileiro. O time alviverde volta a campo contra o Botafogo na próxima terça-feira (2), às 16h, no Allianz Parque. No mesmo horário, só que na quarta-feira (3), o Santos visita o Grêmio em Porto Alegre.

Com 52 pontos, os palmeirenses estão na quinta posição da classificação. Já os santistas, com 45 pontos, estão em 10° lugar.

JOGO SÓ MELHORA NO SEGUNDO TEMPO, E PALMEIRAS MARCA NOS ACRÉSCIMOS

palmeiras-santos-final-1024x682
Primeiro tempo foi marcado por muita confusão.(Staff Images/Conmebol)

A escalação do Santos surpreendeu, já que o técnico Cuca preferiu começar com o meio campista Sandry no lugar do atacante Lucas Braga. Isso fez com que o jogo ficasse mais truncado. Os santistas tiveram mais a posse de bola e chegaram primeiro com um chute cruzado de Pará, mas viram o Palmeiras reagir com cabeçada de Gustavo Gómez.

As equipes criaram poucas chances de gol e discutiram muito. O jogo ficou marcado por divididas duras e alguns atendimentos médicos. Nas melhores oportunidades, Raphael Veiga bateu para fora e Marinho não conseguiu completar o cruzamento.

Na etapa final, Rony continou sendo o jogador mais perigoso do Palmeiras. No entanto, a melhor chance foi aos 18 minutos, quando Raphael Veiga cobrou falta na rede do lado de fora. O confronto melhorou a partir da entrada de Lucas Braga. Aos 31 minutos do segundo tempo, o Santos teve sua melhor chance. Pituca arriscou de fora da área e Weverton espalmou. O rebote ficou com Felipe Jonathan, que arrematou de primeira e viu a bola tirar tinta da trave.

A final da Libertadores esquentou de vez no fim. O técnico Cuca segurou a bola e retardou o reinício do jogo, o que fez com que o árbitro expulsasse o treinador. A confusão atrapalhou a concentração do Santos e fez com que o Palmeiras chegasse ao gol no lance seguinte. Rony recebeu pela direita após o arremesso lateral e Breno Lopes, de cabeça, deu o título ao Palmeiras.



Nenhum comentário