Aconteceu!

CABO ELOGIA ATUAÇÃO E REVELA TER ACHADO TIME IDEAL DO VASCO: "AGORA É DAR SEQUÊNCIA"

 

Marcelo Cabo concede coletiva após jogo do Vasco — Foto: Reprodução

O Vasco está na terceira fase da Copa do Brasil. Foi melhor e venceu o Tombense por 2 a 1 em Tombos, nesta quarta-feira, mas conviveu com sofrimento desnecessário no final por um velho problema: a bola aérea. Após o jogo, o técnico Marcelo Cabo analisou e elogiou a a atuação, abordou mais um erro no quesito que tem sido o calcanhar de Aquiles do time em 2021 e revelou ter achado o time que considera ideal.

Na terceira fase, a ser disputada nos dias 2 e 9 de junho, o time de São Januário enfrentará um rival que será definido por sorteio. Antes, na quarta-feira, pelo Carioca, há o clássico contra o Flamengo. Quando Cabo deve mandar a campo o mesmo time que começou nesta noite.

- Gostei bastante, importante a classificação. Um dado relevante: o Tombense não perdeu em casa na temporada 2020. Quebramos uma longa invencibilidade, jogamos bem, fizemos o gol e controlamos o jogo. Com o segundo gol, tivemos a tranquilidade. Guardei as substituições pois Ernando e Marquinhos Gabriel poderiam ter fadiga. Eles colocaram dois centroavantes, tivemos de espelhar com os três zagueiros. Léo Jabá entrou bem, e assim eu ganho possibilidade. Hoje eu consegui colocar a equipe que considero ideal. Agora é dar continuidade - afirmou Cabo.

Gols sofridos em todos os jogos

- É importante classificar. É o começo de temporada, estamos na terceira fase da Copa do Brasil, quando entram os time da Libertadores. Tivemos começo difícil: Caldense e Tombense. Soubemos ir bem. Quando se joga copa, se prepara para cada circunstância. Hoje fomos eficientes e competitivos. Classificar traz dinheiro e confiança. Vamos ter tempo para ajustar. Sim, é verdade que sofremos gols em todos os jogos, mas marcamos gol em todos. hoje não foi de bola parada o gol sofrido. Troquei a marcação e melhorou. É claro que precisamos corrigir. é uma meta não sofre gol em um jogo.

Espinha dorsal formada no primeiro mês

- Essa é a espinha dorsal que estamos desenhando para a sequência da temporada. Hoje se desenhou uma espinha, uma equipe-base. Claro que durante a sequência a gente vai avaliar algumas situações. Esse primeiro mês de trabalho valeu como um contexto. Hoje tenho uma ideia de equipe e elenco.

Opção por três zagueiros no fim do jogo

- Três zagueiros, tínhamos 30 minutos, eles botaram Rubens e Daniel, que foram meus atletas. Primou por 4-4-2 e colocou dois jogadores com mais de 1,90m, e eles iam alçar bolas aéreas. Procurei espelhar com três zagueiros, tendo dois na marcação e um na sobra. Tombense não pressionou, ficou alçando bola na área. Eu precisava reforçar essa bola aérea. Acabamos dando bom encaixe ali. Tiveram a bola na intermediária, tivemos duas ou três boas transições, e poderíamos ter feito o terceiro gol.

Bom momento de Pec e de outros jovens

- Quando ao Pec, acompanhei o Brasileiro, e ele vinha se destacando. Me dá muitas opções, hoje fez bom jogo pelo lado esquerdo. Existe trabalho diário com ele para essa evolução. Fico feliz com a resposta dele. Ressaltar a atuação do Lucão, que foi muito seguro. Andrey fez partida espetacular, e o Galarza fez partida muito boa. Esses quatro jovens vão nos ajudar bastante na sequência da temporada.

Sistema defensivo é elogiado

- Não só os dois laterais estiveram muito bem, mas a dupla de zaga esteve muito bem. Pela primeira vez jogaram juntos e trouxeram muita experiência. E os dois volantes deram muita proteção. O Everton tem muita qualidade e hoje ele não teve muito espaço porque a marcação foi muito bem encaixada.

- A marcação foi bem encaixada, o sistema defensivo funcionou muito bem. Tivemos uma bobeada coletiva e sofremos gol em bola levantada. Fizemos um jogo seguro, controlado e tivemos umas oito chances reais dentro da área que poderíamos ter definido. Quero parabenizar a equipe pelo jogo controlado e pelas inúmeras chances que tivemos. A segurança e o equilíbrio do conjunto foram muito importantes.

Cano é muito elogiado

- Falar do Cano hoje em especial. Se você pegar o GPS de jogo dele é algo impressionante. Ele não foi só importante quando o Vasco teve a bola. Ele vem construir, deixa o zagueiro sem função. Ele flutuou entre as duas linhas e teve uma partida irretocável. Nunca ninguém viu o Cano tão participativo sem a bola. Ele é artilheiro nato, mas hoje está participando muito da partida, de forma espetacular, com e sem a bola.

Galarza

- Matías fez um excelente jogo. O que ele mais entrega além da qualificação técnica é a intensidade. Ele construiu, fez o box to box, virando um camisa 8 e 10 quando tinha a bola. É jovem, a gente precisa ter calma e prudência. Tem nos dado muita entrega no conjunto que a gente vem trabalhando. Jogador muito importante no nosso contexto.

Clássico com o Flamengo no Maracanã

- Vasco tem São Januário, que é o seu estádio, mas jogar um clássico no Maracanã é resgatar a história do Vasco da Gama. O Vasco precisa ser grande em São Januário e no Maracanã.

Como avaliará a utilização de jogadores no clássico?

- Nosso planejamento agora vai ser individualizado. A gente fez planejamento no coletivo, agora temos boa base para dar sequência à espinha que estamos montando. Amanhã vamos virar a página e montar o planejamento para o Flamengo.

- É uma classificação que temos de comemorar muito, porque foi muito difícil, e a dedicamos à nossa torcida. Temos que dar sequência a essa equipe.


Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário