Aconteceu!

CABOCLO OFERECEU R$ 8 MILHÕES PARA FUNCIONÁRIA VÍTIMA DE ASSÉDIO

 

Lucas Figueiredo/CBF

Rogério Caboclo teria oferecido R$ 8 milhões para a funcionária da CBF que o acusa de assédio sexual e moral. Segundo informações publicadas no site “GE”, Caboclo quis pagar pelo silêncio da vítima que recusou a oferta. Ainda segundo a publicação, o dinheiro seria da própria confederação. O cartola afastado nega as acusações.

Além da recusa da funcionária, a diretoria da entidade vetou a possibilidade de utilizar o dinheiro da confederação para este fim. Após as tentativas falharem, Rogério Caboclo foi afastado da presidência da entidade.

Entre os pontos estabelecidos pelo dirigente que fizeram a funcionária negar o acordo estava a necessidade de falar para a imprensa que o afastamento ocorreu por conta de questões médica e psiquiátrica e que a relação com Caboclo sempre foi “profissional, respeitosa, íntegra, amistosa e solidária”.

Sem o acordo, as denúncias vieram à tona e no dia 4 de junho o cartola foi afastado da presidência da CBF por 30 dias. A punição se estendeu para mais 60 dias.

O dirigente segue negando as acusações. Os advogados alegaram que o Rogério Caboclo foi mal interpretado pela vítima. Ele também se recusou a depor no Comissão de Ética da CBF alegando arbitrariedade.




Fonte: Metrópoles

Nenhum comentário