Aconteceu!

FUNCIONÁRIO DE MATADOURO É FILMADO SIMULANDO ATOS SEXUAIS EM ANIMAIS MORTOS

Reprodução PETA

Uma investigação secreta revelou os bastidores de uma das fazendas que fornece perus para grandes redes como a Whole Foods. Funcionários foram filmados torturando animais e um deles chega a se masturbar e simular atos sexuais com os animais mortos. As imagens foram registradas por ativistas da organização Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais (PETA, na sigla em inglês) que trabalharam infiltrados nos meses de julho e agosto.

Foram registradas terríveis cenas de maus-tratos. Perus são vistos entrando em convulsão após serem golpeados. Os animais ficam agonizando no chão de concreto até a morte. Um funcionário foi filmado quebrando o pescoço de um peru e pressionando o animal contra os seus órgãos genitais. Há muitos animais feridos, com deformidades e incapazes de se locomover. Quando os funcionários encontram uma ave em seu caminho, simplesmente a chutam friamente.

Os abusos são cometidos não só pelos funcionários de baixo escalão, mas também por supervisores. O ativista infiltrado chegou a ser assediado moralmente pelos supervisores por se recusar a maltratar os animais. Lá, o abuso contra animais é praticamente uma regra e aquele se recusa a segui-la é convidado a “buscar outro trabalho” por ser considerado inapto para a função. No final do expediente, funcionários seguram grandes sacos e brincam de “basquete” com os cadáveres dos animais.

A PETA está apresentando uma queixa criminal por crueldade contra animais. A Plainville Farms, a fazenda investigada, afirma em seu site que o “tratamento humano é o coração do nosso negócio” e eles “trabalham todos os dias para promover o bem-estar dos animais”, valores totalmente ignorados na vida real. A Plainville Farms também é certificada pela Global Animal Partnership (GAP), um dos maiores programas de rotulagem de alimentos para o bem-estar animal da América do Norte.

Após a divulgação feita pela PETA, os diretores da Plainville Farms informaram que iniciarão uma apuração interna e punirá os funcionários responsáveis se for constatado irregularidades. A PETA alerta aos consumidores para não se enganarem com selos e rótulos de bem-estar animal. Cada produto de origem animal traz consigo intrinsecamente o sofrimento e a morte de um animal indefeso. Veja o vídeo abaixo (imagens fortes):




Fonte: ANDA

Nenhum comentário