Aconteceu!

INTERNACIONAL SURPREENDE E GOLEIA O FLAMENGO NO MARACANÃ

Foto: Lance!

 Neste domingo, no Maracanã, o Internacional impôs ao Flamengo a primeira derrota sob o comando de Renato Gaúcho. E foi de forma categórica: 4 a 0, com três gols de Yuri Alberto e um golaço de Taison. O resultado, além de fazer o Colorado pular para a 12ª posição, com 18 pontos, devolve à equipe de Diego Aguirre para brigar na parte de cima da tabela do Campeonato Brasileiro.

O Flamengo, por sua vez, segue na quinta posição, com 24. O Rubro-Negro tem duas rodadas adiadas a cumprir e está a quatro pontos do Bragantino, quarto lugar. Na quarta, o time de Renato Gaúcho volta a campo pelo jogo de ida das quartas de final da Copa Libertadores, contra o Olímpia (PAR), em Assunção.

A partida se desenrolou como era esperado no início: o Flamengo com a posse de bola, ocupando o campo ofensivo, mas encontrando dificuldade na conclusão das jogadas. Assim, o time de Renato Gaúcho não repetiu o volume de produção das últimas rodadas. Foram cinco finalizações no primeiro tempo, com o goleiro Daniel fazendo uma boa intervenção em cabeçada de Bruno Henrique, aos 44 minutos, quando o Internacional já estava na frente do placar.

A estratégia proposta pelo Inter, por sua vez, funcionou melhor no Maracanã. Posicionado atrás, a equipe de Diego Aguirre soube pressionar o homem com a posse de bola e foi assim que encaixou três contra-ataques. No primeiro, Bruno Henrique perdeu a bola na intermediária, Yuri Alberto tabelou com Edenílson e chegou à área para abrir o placar: 1 a 0 aos 18 minutos. No minutos seguinte, o camisa 11 perdeu outra chance ao completar cruzamento de Saravia para fora.

Aos 40, Diego foi desarmado no meio de campo e, novamente, o Internacional levou a bola rapidamente aos pés de Yuri Alberto, que finalizou mais uma vez de dentro da área e venceu Diego Alves: vantagem ampliada para a etapa final.

Taison desencanta

Sem mudanças - de nomes ou de postura -, o Flamengo não voltou do intervalo com a intensidade que indicasse que chegaria aos gols. Por outro lado, o Internacional mostrou-se mais uma vez letal na primeira chance que teve.

O escanteio foi a favor do Rubro-Negro, mas o corte da defesa e o passe de Patrick ofereceu ao Taison o campo para contra-atacar. O camisa 11 deixou Diego para trás e depois para cima de Filipe Luís, que foi facilmente batido.

Ao invadir a área, Taison bateu forte, sem chances para Diego Alves. Golaço - o primeiro em seu retorno ao Inter -, e o atacante celebrou com o punho cerrado.

Gabigol é expulso

O que já estava difícil para o Flamengo ficou ainda mais quando Gabigol foi expulso. O primeiro cartão amarelo foi por chutar uma bola para fora e retardar a partida. O camisa 9 aplaudiu ironicamente e, avisado pelo quarto árbitro, o juiz Paulo Roberto Alves aplicou mais uma cartão, o expulsando.

Com 30 minutos pela frente, o Internacional já tinha a vitória encaminhada, e selou o placar aos 24. Edenílson lançou Yuri Alberto - que, mais uma vez, não foi acompanhado pela defesa -, que marcou o seu terceiro gol no confronto.

Renato tentou uma reação com as entradas de Michael, Pedro e Thiago Maia, mas não era a noite do Flamengo mesmo. Nas melhores chances que criou, o Rubro-Negro parou em Daniel, que fez outra grande defesa na reta final.

Ficha técnica

FLAMENGO 0 X 4 INTERNACIONAL

Estádio: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)

Data e hora: 8 de agosto de 2021, às 18h15

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) e Sidmar dos Santos Meurer (PR)

Árbitro de vídeo: Adriano Milczvski (PR)

Gols: Yuri Alberto (0-1, 18'/1ºT, 0-2, 40'/1ºT, 0-4, 24'/2ºT) e Taison (0-3, 9'/2ºT)

Cartão amarelo: Diego, Gabigol (FLA); Palacios (INT)

Cartão vermelho: Gabigol (FLA)

FLAMENGO (Técnico: Renato Gaúcho)

Diego Alves, Isla, Gustavo Henrique, Léo Pereira e Filipe Luis; Willian Arão, Diego (Michael, 13'/2ºT), Everton Ribeiro (Thiago Maia, 26'/2ºT) e Arrascaeta (Pedro, 26'/2ºT); Bruno Henrique e Gabigol.

INTERNACIONAL (Técnico: Diego Aguirre)

Daniel; Renzo Saravia (Heitor, 34,/2ºT), Bruno Méndez, Víctor Cuesta e Paulo Victor; Rodrigo Dourado (Caio Vidal, 42'/2ºT), Rodrigo Lindoso, Edenilson (Paolo Guerrero, 34'/2ºT) e Patrick; Taison (Palacios, 26'/2ºT) e Yuri Alberto (Johnny, 42'/ºT)

Fonte: Lance

Nenhum comentário