Aconteceu!

PROSAMIM: ‘MELHORIA DE VIDA’, DIZ MORADOR DO IGARAPÉ DO 40 APÓS PAGAMENTO DE INDENIZAÇÃO


Quinto pagamento realizado pelo Governo do Estado totaliza R$ 3,4 milhões para 70 famílias
 
Mais 70 famílias do Igarapé do 40 foram beneficiadas pelo Governo do Estado, nesta segunda-feira (09/08), em mais uma etapa de pagamentos de indenizações, bônus-moradia, auxílios-moradia e fundos de comércio no Programa Social e Ambiental dos Igarapés de Manaus (Prosamim). Este quinto pagamento totaliza R$ 3.410.533,55 e dará condições para famílias que viviam em áreas de riscos buscarem outro imóvel.
 
O autônomo Juner Matos, de 36 anos, foi uma das pessoas indenizadas pela Superintendência de Habitação do Amazonas (Suhab), após ter o imóvel avaliado em R$ 18 mil. Ele afirma que vai utilizar o valor repassado para construir uma nova casa, tendo melhores condições de moradia. 
 
“Vai melhorar a nossa vida. A gente morava numa área onde tinha muitos problemas, natureza e alagamento, e com essa ajuda a gente vai ter uma melhoria de vida que vai facilitar muito. A ideia agora é construir uma casa para seguir em frente”. 
 
Soluções de moradia – As famílias beneficiadas residiam na área do Igarapé do 40, no trecho da avenida Costa e Silva (Silves) e na rua Maués, no bairro Cachoeirinha, zona sul de Manaus. Somente neste ano, o governo já pagou cerca de R$ 14 milhões em soluções de moradia para famílias que vivem na área de intervenção do programa, que conta com recursos do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID).
 
De acordo com o diretor-presidente da Suhab, João Coelho Braga, todos os imóveis são avaliados de forma justa pelas equipes do órgão, garantindo um recomeço para todas as famílias atendidas.
 
“É um preço justo dos imóveis que lá estavam construídos. É muito importante para o governo porque isso dá uma celeridade para as obras do Estado. Acreditamos que em breve essas obras estarão concluídas”, destacou. 
 
O coordenador executivo da Unidade Gestora de Projetos Especiais, Marcellus Campelo, acrescentou que as obras no Igarapé do 40 dão início às execuções do programa Programa Social e Ambiental de Manaus e do Interior (Prosamin+), lançado em julho pelo governador Wilson Lima. Ele afirma que o objetivo é entregar a margem esquerda do igarapé retificada até abril de 2022. 
 
“Esses pagamentos são importantes porque nós estamos praticamente liberando a margem esquerda daquele canal do igarapé. Nós tivemos uma cheia recorde neste ano, em que o nível dos igarapés ultrapassou uma cota que possibilitava a continuidade das obras. As obras tiveram que parar, mas agora com a vazante, nos próximos 10, 15 dias, as máquinas já voltam para aquela área para dar continuidade à obra. E, com o verão que já começou de forma forte aqui no Amazonas, a gente espera acelerar”. 
 
Requalificação urbana – Segundo o governador Wilson Lima, com esses benefícios pagos, o Governo do Estado, por meio da Unidade Gestora de Projetos Especiais (UGPE), poderá avançar nas frentes de obras do Igarapé do 40, que prevê requalificação urbana e viária que vão otimizar o trânsito da cidade.
 
Na área do igarapé do Mestre Chico, será construído um novo parque urbano, com uma extensão de mais de 15 mil metros quadrados, dotado de quadras para prática esportiva, academias ao ar livre, playground infantil, balanços, escorregadores, praças e obras de esgotamento sanitário.
 
Prosamin+ – O programa elaborado na gestão do governador Wilson Lima conta com um investimento de cerca de R$ 542 milhões em recursos financiados pelo Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), que serão investidos em obras de urbanização, novos conjuntos habitacionais, saneamento básico e drenagem urbana em uma das áreas mais carentes de infraestrutura da capital, a zona leste.
O Prosamin+ na capital vai representar a continuidade das intervenções e requalificações iniciadas pelo Governo do Estado nas bacias do Quarenta, Educandos e São Raimundo, deslocando o eixo das suas intervenções pela primeira vez para a zona leste de Manaus e futuramente, em etapas subsequentes, na expansão do modelo de intervenção para o interior do Amazonas. 
 
FOTOS: Bruno Zanardo/Secom


 

Nenhum comentário