Aconteceu!

ATIVIDADES DE ENSINO, PESQUISA E INOVAÇÃO SÃO DESTACADAS EM REDE DE HOSPITAIS UNIVERSITÁRIOS DO GOV FEDERAL


Rede Ebserh/MEC forma profissionais de saúde ao mesmo tempo em que atua na assistência por meio do SUS 

Neste dia 27 de setembro, o governo do presidente Jair Bolsonaro completa 1000 dias. Durante a atual gestão, as entregas e avanços dos 40 hospitais universitários federais filiados à Rede da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares, vinculada ao Ministério da Educação (Rede Ebserh/MEC), foram inúmeros. Como uma rede de unidades voltadas ao ensino e à saúde, as ações voltadas à formação profissional e à inovação receberam o devido destaque. 

De acordo com o presidente da Rede Ebserh/MEC, Oswaldo Ferreira, os hospitais vinculados favorecem o campo de prática aos alunos que necessitam dessas atividades ao mesmo tempo em que atendem a população brasileira. “Muitos hospitais da Rede Ebserh/MEC atuam como única referência de saúde em suas cidades ou regiões. Como a missão primordial de um hospital universitário é o ensino, oferecer um atendimento de qualidade pelo SUS ao mesmo tempo em que apoiamos a formação profissional na área da saúde de forma equânime é nosso desafio. E avançamos muito nos últimos anos nessa dupla missão, trazendo importantes benefícios para a sociedade”, afirmou Ferreira. 

Por meio da Ebserh/MEC, o Governo Federal tem atuado na ampliação de vagas de residência e na solução das dificuldades de preenchimento de vagas remanescentes. 

Em 2020, foi criado o Exame Nacional de Residência (Enare), com o objetivo de otimizar a forma de selecionar os residentes, oferecendo benefícios para as instituições e para os próprios candidatos. Com a expansão do programa, em 2021, poderá ser oferecido um quantitativo muito maior de vagas de residências das áreas médica, multi e uniprofissional. Outra melhoria desta edição será a realização das provas em todas as capitais e em mais 20 cidades a serem definidas. 

A importância da Residência é ressaltada pela terapeuta ocupacional Manuelle Lira, residente do Hospital Universitário Lauro Wanderley (HULW-UFPB), vinculado à Rede Ebserh/MEC. Para ela, ser residente é um grande desafio e, também, uma grande oportunidade de aprendizado. “Tem sido um desafio trilhar esse caminho. Mas, de fato, essa experiência tem sido única para mim, como profissional, como pessoa e, acima de tudo, como uma pessoa que deseja crescer em sensibilidade e amplitude de olhar”, diz a profissional, que faz parte da Residência Integrada Multiprofissional em Saúde Hospitalar (Rimush). 

Com o intuito de fortalecer o ensino da Rede Ebserh, também foram destinados cerca de R$ 15 milhões para aquisição de mobiliário e equipamentos para reestruturar e revitalizar com qualidade, conforto e modernidade os espaços e ambientes destinados ao ensino, tais como: salas de aula, auditórios, bibliotecas, repousos de residentes e estudantes, aprimorando o cenário de prática dos hospitais universitários federais da Rede Ebserh. 

Ao longo dos últimos dois anos, foram cadastradas 5,7 mil pesquisas, sendo que 79% estão classificadas como pesquisas acadêmicas, 14% como pesquisas de desenvolvimento tecnológico e 7% classificadas em outras pesquisas, incluindo as pesquisas epidemiológicas. 

Sobre a Rede Ebserh 

Vinculada ao Ministério da Educação (MEC), a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh) foi criada em 2011 e, atualmente, administra 40 hospitais universitários federais, apoiando e impulsionando suas atividades por meio de uma gestão de excelência. 

Essas unidades hospitalares, que pertencem a universidades federais, têm características específicas: atendem pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS), e, principalmente, apoiam a formação de profissionais de saúde e o desenvolvimento de pesquisas. Devido a essa natureza educacional, os hospitais universitários são campos de formação de profissionais de saúde. Com isso, a Rede Ebserh atua de forma complementar ao SUS, não sendo responsável pela totalidade dos atendimentos de saúde das regiões em que os hospitais estão inseridos, mas se destacam pela excelência e vocação nos procedimentos de média e alta complexidades. 

Coordenadoria de Comunicação Social da Rede Ebserh/MEC 

Nenhum comentário