Aconteceu!

EM ALCÂNTARA (MA), MINISTRO DA CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÕES, ASTRONAUTA MARCOS PONTES, LIDERA COMITIVA DO MCTI COM ENTREGAS IMPORTANTES PARA A REGIÃO


 

1000 DIAS DE GOVERNO 

Em Alcântara (MA), Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes, lidera comitiva do MCTI com entregas importantes para a região 

 

Na semana em que completa 1000 dias de gestão do país, o Governo Federal preparou uma série eventos que celebram a data em diferentes cidades das cinco regiões. O município de Alcântara, no Maranhão, foi escolhido para representar a região nordeste. Na terça-feira (28), o ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, astronauta Marcos Pontes, realiza uma série de entregas para comemorar a data. 

 

A primeira é a cerimônia simbólica de assinatura para contratação do cabo submarino de fibra óptica que ligará a capital do estado, São Luís, até Alcântara. O cabo levará conexão de internet em banda larga com velocidade e estabilidade para o local, essencial para a infraestrutura do Centro de Lançamento de Alcântara é demanda antiga dos moradores da região. 

 

O segundo evento realizado na comunidade será o projeto Pop Ciência. Coordenado pela Secretaria de Articulação e Promoção da Ciência (SEAPC) do MCTI, a iniciativa consiste numa série de atividades de divulgação científica que tem a intenção de aproximar a população do universo da ciência e demostrar como a ciência e tecnologia estão presentes no dia a dia de toda a sociedade. Na ocasião serão distribuídos materiais de divulgação científica, além disso o evento contará com jogos didáticos para adultos e crianças. 

 

O programa MCTI Futuro será a terceira entrega do dia. A iniciativa tem o objetivo de capacitar 40 mil pessoas e apoiar ações para o desenvolvimento da transformação digital aplicadas ao ensino básico, médio, técnico e superior, e em pós-graduação, residência tecnológica e qualificação profissional. O programa ainda tem o foco em incentivar pesquisas e estudos nas áreas da computação em nuvem, big data, inteligência analítica, mídias sociais, cybersegurança, internet das coisas, comunicações avançadas, fotônica, manufatura avançada, design de circuitos integrados, robótica e inteligência artificial. 

 

O lançamento da 2ª edição do programa Centelha MCTI será a quarta entrega. O programa visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Brasil. Aos projetos selecionados, o Centelha oferece capacitações, recursos financeiros e outros tipos de suporte, a fim de impulsionar a transformação de ideias em negócios de sucesso. A iniciativa do governo federal é promovida pelo MCTI e pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep/MCTI), em parceria com o Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq/MCTI), o Conselho Nacional das Fundações Estaduais de Amparo à Pesquisa (Confap) e a Fundação CERTI. 

 

O último evento do dia será a premiação dos medalhistas das Olimpíadas Científicas MCTI. Os participantes das competições receberão do ministro Pontes as medalhas referentes às olimpíadas apoiadas pelo MCTIvia edital do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq/MCTI, agência vinculada ao MCTI. Por ano, cerca de 20 milhões de alunos participam dos eventos nacionais, que premiam os melhores colocados, e servem como seletiva para disputas internacionais. 

 

 

SAIBA MAIS SOBRE CADA UMA DAS ENTREGAS DO GOVERNO FEDERAL REALIZADAS PELO MCTI EM ALCÂNTARA 

 

ASSINATURA DA CONTRATAÇÃO DO CABO SUBMARINO DE FIBRA ÓPTICA  

A falta de acesso à internet em Alcântara é um dos grandes problemas para o desenvolvimento social e empresarial da região. A solução deste problema - que é um dos grandes pleitos da comunidade - será possível, graças ao governo Jair Bolsonaro que sancionou o Projeto de Lei Complementar n. 135 de 2020 – que altera a Lei Complementar n. 101/2000 e a Lei n. 11.540/2007 do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico – FNDCT. A assinatura da contratação do cabo submarino de fibra óptica oferecerá internet rápida e estável para usuários. Este é o primeiro de muitas entregas oriundas do financiamento, não reembolsável, do FNDCT, criado em 1969. O investimento previsto para a obra é de R$ 10 milhões. 

 

POP CIÊNCIA MCTI 

Tem como objetivo contribuir para a popularização, promoção e apropriação do conhecimento científico-tecnológico pela comunidade em geral, para ampliar as oportunidades de inclusão social das parcelas mais vulneráveis da população brasileira, para promover autonomia, possibilitando a conquista do empoderamento e efetiva participação cidadã, e para a melhoria do ensino de ciências. O projeto tem o objetivo de assegurar a educação inclusiva e equitativa e de qualidade, e promover oportunidades de aprendizagem ao longo da vida para todos; alcançar a igualdade de gênero e empoderar todas as mulheres e meninas, além de, indiretamente contribuir para todos os demais objetivos, ao buscar o estabelecimento de uma cultura científica na sociedade que contribua para a disseminação de conhecimentos e soluções. O investimento previsto para este projeto é de R$ 5 milhões. 

 

PROGRAMA MCTI FUTURO  

Lançado por meio da Portaria 5.156, o programa “MCTI Futuro: Futuro do Trabalho, Trabalho do Futuro” tem o objetivo de capacitar 40 mil pessoas e apoiar ações de capacitação para a Transformação Digital aplicadas ao ensino básico, médio, técnico e superior, e em pós-graduação, residência tecnológica e qualificação profissional. O programa ainda tem o foco em incentivar pesquisas e estudos nas áreas da computação em nuvem, big data, inteligência analítica, mídias sociais, cybersegurança, internet das coisas, comunicações avançadas, fotônica, manufatura avançada, design de circuitos integrados, robótica e inteligência artificial. O projeto é coordenado pela Secretaria de Empreendedorismo e Inovação (SEMPI/MCTI) e poderá contar com parcerias com o setor privado. O investimento previsto no programa de 40 mil vagas de capacitação na área de Inteligência Artificial em 12 estados será de R$190 milhões. 

 

PROGRAMA CENTELHA 2  

O Programa Centelha MCTI visa estimular a criação de empreendimentos inovadores e disseminar a cultura empreendedora no Brasil. Os projetos selecionados recebem capacitações, recursos financeiros e outros tipos de suporte, a fim de impulsionar a transformação de ideias em negócios de sucesso. 

 

Em 2021 o MCTI lança a 2ª edição nacional do Programa Centelha 2 MCTI, com um investimento de R$ 60 milhões. A expectativa é apoiar a capacitação de 50 mil empreendedores e a criação de 1.250 novas startups, promovendo a cultura empreendedora em 25 unidades da federação. 

 

Em sua primeira edição, que teve início em 2019 e contou com a participação de 19 unidades da federação, o Centelha atingiu resultados expressivos, tendo recebido a inscrição de mais de 15 mil ideias inovadoras, oriundas de 1.023 municípios, envolvendo 38,7 mil empreendedores em suas equipes, incluindo 964 empreendedores do Estado do Amazonas. O programa já apoiou a criação de 482 startups inovadoras em todo o país. Esses números colocam o Centelha como o maior programa de incentivo ao empreendedorismo inovador já realizado no Brasil e também entre os maiores do mundo. 

 

PREMIAÇÃO DOS MEDALHISTAS DAS OLIMPÍADAS CIENTÍFICAS MCTI 2020  

Atualmente 62 olimpíadas de conhecimento recebem o apoio do governo federal por meio do Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações via edital do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - CNPq/MCTI. As competições são voltadas a estudantes de diferentes faixas etárias, do ensino fundamental 1 até o ensino médio, e algumas até do ensino superior. Por ano, cerca de 20 milhões de alunos participam dos eventos nacionais, que premiam os melhores colocados, e servem como seletiva para disputas internacionais. 

 

Além de valorizar e incentivar os estudos por meio de olimpíadas científicas, esta premiação tem o objetivo de divulgar o Programa Auxílio Brasil que contemplará aos medalhistas olímpicos científicos com Bolsas de Iniciação Científica Júnior. 

 

A Bolsa será concedida a estudantes, integrantes das famílias que recebam os benefícios previstos no programa Auxílio Brasil, que se destacarem em competições acadêmicas e científicas, de abrangência nacional, vinculadas a temas da educação básica. A Bolsa será paga em 12 parcelas mensais ao estudante; e em mais uma parcela única à família do estudante. 


SECOM DA PRESIDÊNCIA

 

Nenhum comentário