Aconteceu!

HOMEM É MORTO APÓS NAMORADA ATINGI-LO COM CELULAR NA CABEÇA

Imagem ilustrativa - shutterstock

Uma jovem de 22 anos foi julgada, na manhã de segunda-feira 27 de setembro, na Argentina, após ter matado seu namorado, da mesma idade, após uma briga do casal. O crime aconteceu no dia 10 de abril, e ela está detida desde este período, aguardando o desfecho do inquérito.

O que mais espanta nessa situação é que ela usou o celular para matar a vítima, arremessando-o na cabeça dela. Segundo a ré, ela agiu em legítima defesa, pois antes de cometer o ato, ela estava sendo agredida e necessitou se defender de alguma forma.

Mesmo com o impacto do choque do aparelho com sua cabeça, seu namorado continuou vivo, mas começou a sentir fortes dores no local da lesão. Ele conseguiu ser hospitalizado, mas não resistiu e morreu de traumatismo. A acusada responderá o processo de homicídio em liberdade.

Vale ressaltar que celulares sim podem ser usados como arma, dependendo da velocidade em que você lança o objeto. Por se assemelhar muito com uma pedra, seu efeito de dano é semelhante ao de uma pedrada. Também, existem áreas no nosso crânio que são muito sensíveis, podendo se rachar se algo acertar a região com força.



Fonte: Correio do interior

Nenhum comentário