Aconteceu!

MANAUENSE NO TOP 3 DO ‘THE VOICE KIDS BRASIL’ AJUDA A IMPULSIONAR A CULTURA LOCAL



A manauense Izabelle Ribeiro, de 14 anos, fez história no “The Voice Kids Brasil”, programa da Rede Globo. Neste domingo, 26/9, a cantora colocou a capital amazonense no Top 3 do programa. Na recepção de Izabelle na tarde desta segunda-feira, 27, no aeroporto internacional Eduardo Gomes, zona Oeste de Manaus, o vice-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Eventos (Manauscult), Cristian Pio Ávila, avaliou que a jornada da cantora no “The Voice Kids” influencia as novas gerações de artistas locais e ajuda a impulsionar a cultura local.

“A Izabelle hoje vem como um farol de inspiração para as nossas meninas. Que o exemplo dela possa ser absorvido pela cidade, e Manaus mostra que continua produzindo grandes artistas talentosos. A gestão do prefeito David Almeida tem muita sensibilidade com isso, e nós estamos aqui acompanhando a Izabelle, que está no início de carreira, assim como temos acompanhado artistas que já estão na batalha há muito tempo”, afirmou Ávila.

Seis vozes se enfrentaram na final do programa, mas a vitória ficou nas mãos de Gustavo Bardim, do time do cantor Michel Teló, que ganhou o troféu, contrato com a gravadora Universal Music e um prêmio no valor de R$ 250 mil.

Izabelle, do time da cantora Gaby Amarantos, abriu as apresentações cantando o clássico “Como Vai Você”, composição de Antonio Marcos e Mário Marcos, que virou sucesso na voz do ”rei” Roberto Carlos. Na disputa com Ruany Keveny, a amazonense conquistou vaga no Top 3, com 57,45% dos votos do público.

 

Na grande final, Izabelle interpretou a música “Maria Maria”, de Milton Nascimento. Após a apresentação, Gaby Amarantos disse que Izabelle representa o Brasil. “Quando ela abre a voz para cantar, sinto essa conexão com um canto novo”, contou.

O programa fez ainda uma homenagem ao cantor e compositor amazonense Zezinho Corrêa, com Gaby Amarantos, Izabelle Ribeiro e Ruany Keveny cantando ”Tic Tic Tac”, composição de Braulino Lima, interpretada pelo cantor, que morreu em fevereiro deste ano, em decorrência de complicações causadas pela Covid-19.

— — —

Texto – Kéize Pedroza / Manauscult

Fotos – Oliveira Júnior / Manauscult

Nenhum comentário