Aconteceu!

NOVO REMÉDIO PARA TRATAR E CURAR MALÁRIA COMEÇA A SER USADO NO AMAZONAS

Aplicação de remédio contra a malária (Foto: Diego Britto/IPCCB)


MANAUS – A tafenoquina, medicamento que reduz o tempo de tratamento da malária vivax, começa a ser utilizado na rede pública estadual de saúde do Amazonas.

Inicialmente o remédio será aplicado em quatro unidades de urgência e emergência. Posteriormente, a rede de saúde da Prefeitura de Manaus também receberá a substância.

A tafenoquina é um medicamento administrado em dose única, que facilitará a adesão do paciente e será uma alternativa ao tratamento com primaquina, administrada por sete dias. A nova droga não exclui o uso associado com cloroquina.

A adoção da droga ocorre a partir do estudo Tafenoquine Roll-oUt STudy (TRuST), do Ministério da Saúde e pela Medicines for Malaria Venture (MMV), que tem o objetivo de entender a viabilidade de fornecer um tratamento de cura.

Em Manaus, o TRuST é liderado pela FMT-HVD, o Centro de Pesquisas em Medicina Tropical de Rondônia (Cepem), em parceria com as secretarias estaduais de Saúde do Amazonas e Roraima e secretarias municipais de Saúde de Manaus e Porto Velho.

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) aprovou o teste de G6PD em outubro de 2018. A tafenoquina foi aprovada, em outubro de 2019, com base nos estudos clínicos de Fase 3 também realizados em Manaus e Porto Velho.

A medicação pode ser administrada para maiores de 16 anos que, obrigatoriamente, realizaram o teste de G6PD, uma enzima protetora presente no organismo humano.

Pessoas com deficiência na produção dessa enzima podem apresentar reação (hemólise) ao uso de antimaláricos. A testagem irá proporcionar maior segurança e tratamento adequado aos pacientes. 

* Amazonas Atual 

Nenhum comentário