Aconteceu!

CASO VITÓRIA: ESPOSA INFIEL TEM PEDIDO DE LIBERDADE NEGADO E CONTINUARÁ PRESA EM MANAUS


A empresária Jordana Azevedo Freire, suspeita de ser mandante do assassinato do amante, o militar Lucas Gonçalves, teve o pedido de habeas corpus negado pelo desembargador Airton Luís Corrêa Gentil. Ela e o marido, são os principais suspeitos de serem os mandantes do crime.

Os advogados de defesa de Jordana haviam pedido o habeas corpus alegando que a empresária é mãe de três crianças menores de 12 anos e ressaltaram todo o seu bom comportamento, além de suas atividades na rede de supermercados Vitória, onde é proprietária, mas o desembargado negou o pedido.

“Constato que o delito imputado a paciente foi amplamente divulgado pelo noticiário local. Percebo, ainda, a existência de indícios suficientes de participação da paciente na prática de delito disposto no artigo 1º, inciso III, “a“ da Lei 7.960/89, sendo demonstrada, a princípio, a imprescindibilidade da custódia para as investigações policiais. Ademais foi determinada a oitiva do douto Órgão Ministerial na origem, sendo a presunção de dependência em relação aos pais dos filhos menores não absoluta. Pelo exposto, em cognição sumária, indefiro do pedido de liminar”, disse no documento.

Veja:

 

*CM7 BRASIL

Nenhum comentário