Aconteceu!

JOELMA SERÁ TESTEMUNHA DE DEFESA EM PROCESSO DE XIMBINHA NA JUSTIÇA. ENTENDA!

 

Reprodução

Joelma foi intimada como testemunha de defesa em um processo de Ximbinha que corre na Justiça. A cantora será ouvida pelo órgão responsável de São Paulo, por pedido legal do ex-deputado federal Wladimir Costa, a quem o guitarrista acusa de vários crimes

Joelma é alvo de um pedido oficial de Justiça para ser testemunha em um caso de Ximbinha. A cantora já disse preferir a morte a voltar com o ex e foi chamada como testemunha de defesa do ex-deputado Wladimir Costa, que está sendo acusado de calúnia, injúria e difamação pelo cantor.

O advogado de defesa do político afirma que "a testemunha [Joelma] foi casada com Ximbinha e também acusa o mesmo de praticar agressões contra sua pessoa", e por isso ela pode defendê-lo no caso e acusações que sofre.

A audiência foi marcada para o dia 14 de outubro, pela juíza Roseane Cristina de Aguiar Almeida, da 3ª Vara Judicial do Foro de Santana de Parnaíba, São Paulo. A queixa-crime foi protocolada em Belém, Pará, em março do ano passado.


JOELMA SERÁ OUVIDA PELA JUSTIÇA DE SÃO PAULO

Ainda que a entrada das acusações tenha sido feita no estado de origem da cantora e do ex-marido, que mora com o ex-enteado após o jovem ter rompido relações com a mãe, a testemunha será ouvida no estado de São Paulo.

De acordo com a coluna de Fábia Oliveira, do "O Dia", o oficial de Justiça ainda não conseguiu localizar Joelma, que está ocupada com os trabalhos de sua carreira solo, no endereço indicado para a entrega da intimação.

"Intime-se a testemunha Joelma da Silva Mendes para que possa participar da audiência. Intime-se para que informe o e-mail a fim de participar do ato, para que seja enviado o link de acesso para a sala de audiência virtual", solicitou a juíza.


ENTENDA O PROCESSO MOVIDO POR XIMBINHA CONTRA EX-DEPUTADO

Ximbinha iniciou o processo contra Waldimir Costa com uma queixa-crime por calúnia, injúria e difamação. O ex-marido de Joelma, que não quis ser internada ao pegar covid, o quer uma indenização no valor de R$ 103,9 mil.

A alegação que consta na ação movida pelo músico diz que ele tem sofrido "prejuízos de ordem moral e patrimonial que vem sofrendo em virtude das publicações e declarações de Wladimir, considerando que o músico é pessoa pública e que diversos funcionários e suas respectivas famílias dependem de seu trabalho".

Ximbinha lembra, na ação, publicações do ex-deputado federal do Pará em suas redes sociais. Entre os argumentos, ele alega ter sido chamado de "maníaco agressor de mulheres" e "guitarrista de merda de nome Ximb".





Fonte: Purepeople

Nenhum comentário