Aconteceu!

JUSTIÇA DO AMAZONAS MARCA JULGAMENTO DE ACUSADO DE MATAR MISS MANICORÉ

Rafael Fernandez foi denunciado pelo assassinato de Kimberly Mota (Foto: Divulgação)


A 2ª Vara do Tribunal do Júri de Manaus marcou para o dia 27 deste mês a sessão de julgamento de Rafael Fernandez Rodrigues, acusado de matar a ex-miss Manicoré Kimberly Karen Mota de Oliveira. O crime ocorreu em 11 de maio do ano passado, em um apartamento localizado na Avenida Joaquim Nabuco, no Centro de Manaus.

Em edital de intimação publicado nesta quarta-feira (6), a secretaria da 2ª Vara do Tribunal do Júri de Manaus informa que a sessão de julgamento terá início às 8h30 no Fórum Ministro Henoch Reis, na zona centro-sul de Manaus. Conforme a Justiça do Amazonas, o edital foi publicado “para que, no futuro, o mesmo (Rafael) não alegue desconhecimento”.

Raphael Fernandez foi denunciado pelo MP-AM (Ministério Público do Amazonas) como incurso nos crimes previstos no art. 121, § 2.º, I (motivo torpe), IV (recurso que tornou impossível a defesa da ofendida) e VI (contra a mulher por razões da condição de sexo feminino/feminicídio) do Código Penal Brasileiro.

Em audiência de instrução realizada em março deste ano, Rafael Rodrigues exerceu o direito de ficar em silêncio e optou por não responder as perguntas da promotora de justiça Clarissa Moraes Brito e do juiz Anésio Rocha Pinheiro, da 2ª Vara do Tribunal do Júri. A defensora pública Ellen Cristine Alves de Melo não fez perguntas.

Em abril, o juiz Anésio Rocha Pinheiro, da 2ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Manaus, acolheu denúncia do MP e proferiu sentença de pronúncia, determinando que Rafael Fernandez Rodrigues fosse submetido a julgamento por júri popular. Na ocasião, o magistrado também manteve a prisão preventiva do réu.

*AMAZONAS ATUAL

Nenhum comentário