Aconteceu!

MAIOR CONVENÇÃO EM COARI É A DE KEITTON PINHEIRO QUE DISPARA COMO FAVORITO


Se depender das convenções ocorridas na noite deste sábado (30) no município de Coari, a coligação que tem como candidato Keitton Pinheiro (Progressistas) largou na frente da disputa.

O evento que confirmou Keitton para prefeito e Edilson Lima (Republicanos) para vice, foi realizado no Ginásio Geraldo Granjeiro, com capacidade para 9 mil pessoas. Em imagens distribuídas pela Coligação é possível confirmar a lotação do local que ainda disponibilizou um telão para a área externa onde os apoiadores que não conseguiram entrar assistiram a Convenção.

A segunda manifestação com mais adesões foi a do candidato Zé Henrique (PL) que conseguiu superar em número de presentes a Convenção de Robson Tiradentes (PSC). Robson contou com a presença da base de apoio do governador Wilson Lima, dentre eles os deputados federais Sidney Leite e Alberto Neto e do deputado estadual Sinésio Campos. Apesar do reforço, houve constrangimento entre os apoiadores pelo vazio. A coordenação de Robson tem evitado divulgar fotos do público presente.

*Lideranças com Keitton*



Dos 15 vereadores eleitos, 14 declararam apoio à candidatura de Keitton Pinheiro. Na convenção Amazonino Mendes, Silas Câmara, Dermilson Chagas, Dra. Mayara e o ex-prefeito Adail Filho também declararam apoio.
No entanto foi a figura do ex-prefeito Adail Pinheiro que empolgou a noite de convenção.

Adail alertou que existem aproveitadores que não deram certo em sua terra e que ficam pulando de uma cidade para outra em busca de enganar as pessoas. “São forasteiros tentando a sorte, procurando alguém para enganar. No entanto eles pararam na cidade errada”, afirmou.

A aparição de Amazonino Mendes também foi bastante comentada. Em vídeo, o ex-governador do Amazonas que possui diversas obras na cidade em conjunto com Adail, pediu a confirmação de Keitton para prefeito. “Eu o conheço, é meu amigo e será um grande prefeito”, concluiu.

Em sua fala, Silas Câmara lembrou como foi uma tragédia para Coari quando a oposição assumiu. Os servidores só voltaram a receber em dias quando o grupo de Adail Filho retornou ao poder. “Vocês sabem o prejuízo que deu. Até hoje existe uma necessidade de reorganização de governo e de administração para Coari recuperar o tempo perdido”, lembrou.

Nenhum comentário