Aconteceu!

APÓS MUSA SER INVADIDO EM MANAUS, DIRETOR PEDE SOCORRO AO GOVERNO DO ESTADO


O diretor do Museu da Amazônia (Musa), Ennio Candotti pediu socorro ao Governo do Estado, em uma carta divulgada nas suas redes sociais, depois que no último dia 20, sábado, o museu ter sido invadido por um homem armado que assaltou um grupo de 20 visitantes naquele local.

Frequentado por turistas, cientistas e estudantes do Brasil e exterior, onde podem respirar o ar de floresta, percorrer trilhas e admirar a exuberante flora e fauna, o Musa, de acordo com o cientista, não tem capacidade de garantir a segurança dos visitantes e nem dos equipamentos expositivos e dos laboratórios.

“Nos últimos meses, chegamos a receber 1,4 mil visitantes em um só dia. O sucesso de público, registrado pelas agências de aconselhamento ao turismo, contrasta lamentavelmente com nossa capacidade de garantir a segurança dos visitantes, dos equipamentos expositivos e dos laboratórios científicos e culturais”, afirmou Candotti, na carta encaminhada ao Governo do Estado.

Pelo relato, dele, no dia 20 de novembro último, 20 visitantes foram imobilizados e roubados por um assaltante armado e ocorrência semelhante havia já sido registrada duas vezes em menor escala este ano, mas com igual violência.

“Lançamos um apelo às autoridades e amigos do Musa para que nos ajudem a defender, das agressões que vem sofrendo, o patrimônio de ciência e cultura que construímos juntos nos últimos dez anos, hoje motivo de orgulho da cidade. A imagem de Manaus no panorama turístico, nacional e internacional está fragilizada, vamos recuperá-la, juntos”, assegurou

A carta de Candotti está sendo reproduzida por amigos, admiradores e frequentadores do Musa nas redes sociais.


*PORTAL DO HOLANDA

Nenhum comentário