Aconteceu!

AMAZÔNIA REGISTROU 73,4 MIL FOCOS DE INCÊNDIOS DE JANEIRO A NOVEMBRO

Foto: Christian Braga / Greenpeace

A Amazônia acumula durante este ano um total de registros de 73.494 focos de incêndio, informou o Instituto de Pesquisas Espaciais (INPE). Na atualização de dados em sua plataforma online, o instituto indica que, somente em novembro deste 2021, o bioma registrou 5.779 focos de incêndio.

O número de novembro, que de acordo com especialistas reflete a chegada da estação chuvosa nessa região pois representou uma queda de 50% em relação ao mês anterior, contraria a tese defendida e divulgada pelo presidente da República, Jair Bolsonaro, de que por ser úmida, a Amazônia não pega fogo.

Pelos dados do Inpe, de todos os biomas brasileiros, somente o Pampa ainda apresenta alta no número de queimadas, com um total registrado em novembro de 81 focos, que é 53% maior do que a média para o mês. Em sete dos 11 meses deste ano de 2021, o Pampa registrou números maiores do que a média.

Na Mata Atlântica, o registro de novembro foi de 558 focos de calor, o que representou uma queda de 62% em relação ao mês anterior. Mas quanto o cálculo é do acumulado dos 11 meses de 2021, o resultado já é maior do que todos os focos registrados anualmente no bioma desde 2011 (quando considerados os anos individualmente).

A Caatinga também registrou redução no número de incêndios em novembro. Foram 3.020 focos, contra 4.305 no mês anterior. O acumulado do ano até novembro (16.620 focos), no entanto, é maior do que todos os focos registrados anualmente no bioma, desde 2012.

O Cerrado acumula 61.795 focos nos 11 meses de 2021, sendo 1901 deles ocorridos em novembro. O Pantanal já registra 8110 focos em 2021, sendo que 257 deles ocorreram em novembro.

*portal do Holanda

Nenhum comentário