Aconteceu!

SEM ABADÁ E TRIO ELÉTRICO: GOVERNO DA BAHIA CANCELA CARNAVAL 2022


Diante do avanço da gripe e do espalhamento da variante Ômicron no Brasil, o governo da Bahia decidiu cancelar o carnaval de rua no Estado. Já em São Paulo, 28 desfiles de blocos de rua foram cancelados, entre eles cortejos populares, como os de Daniela Mercury, Tiago Abravanel e Kondzilla. Os riscos das doenças virais têm feito autoridades adiarem as definições sobre a folia. Alguns destinos tradicionais, como São Luís do Paraitinga (SP) e Ouro Preto (MG) já desistiram das festas de rua.

“Hoje temos 2,4 milhões de baianos com a vacina contra a covid em atraso. Além disso, estamos lidando com uma epidemia de gripe que tem sobrecarregado o sistema de saúde”, escreveu o governador baiano Rui Costa (PT) nas redes sociais ontem.

Especialistas fazem ressalvas sobre eventos com aglomerações, sem possibilidade de passaporte vacinal ou ampla testagem. Na Europa, a Ômicron tem feito governos ampliarem as restrições à população.

Antes mesmo do anúncio do governador da Bahia, artistas ligados a megablocos de Salvador já haviam desistido de desfilar, como os cantores Bell Marques, Léo Santana, Preta Gil e Daniela Mercury. A produtora Flora Gil também anunciou que não produzirá o camarote Expresso 2222, um dos principais da capital baiana, para o ano que vem.

“Realizar o carnaval no modelo tradicional, como uma festa em larga escala, se mostra inviável. Mais pra frente, avaliaremos o que pode ser feito e em que condições”, acrescentou Costa. A realização de eventos fechados, com chance de controle de entrada, tem sido encarada por produtores como uma alternativa para a folia no ano que vem.


*CM7 BRASIL

Nenhum comentário