TCE

TCE

Aconteceu!

SAÚDE OCULAR NA VOLTA ÀS AULAS: CUIDADO DEVE COMEÇAR CEDO

 




Cuidados com saúde ocular devem começar cedo e podem evitar diminuição no desempenho escolar

Com a volta às aulas, garantir que as crianças iniciem o ano letivo com a saúde em dia deve ser uma das prioridades dos pais. Os problemas oculares podem acometer de forma negativa o desempenho dos pequenos nos estudos sem que sejam logo de início percebidos como causa da queda no rendimento escolar.

Segundo a oftalmologista da Audimed Saúde, Marilene Maia Rios, bem antes do início da alfabetização já é possível detectar doenças oculares. “A partir de 5 a 7 anos é possível detectar mais um pouco se a criança tem dificuldade de enxergar ou não”.

O caso da pequena Lua, filha do apresentador Tiago Leifert diagnosticada com retinoblastoma, câncer ocular raro, mas predominantemente desenvolvido em crianças de até 5 anos de idade, reforça a importância da manutenção de uma rotina de consultas antes mesmo da idade escolar, com o objetivo de prevenir o agravamento de disfunções visuais.

Marilene salienta que o diagnóstico de miopia ou astigmatismo, entre outros problemas refrativos, interferem diretamente no bom rendimento escolar. “A maioria das vezes a professora acha que o aluno não sabe ler e simplesmente ele não enxerga o que está escrito no quadro”.

A especialista explica que as crianças começam a notar que não enxergam bem quando iniciam a fase escolar. E os erros de refração mais comuns são miopia, astigmatismo, hipermetropia. Já nos idosos é presbiopia.

A oftalmologista dá dicas para saúde ocular infantil. “Tenha uma boa alimentação, leve regularmente seus filhos ao oftalmologista e preste atenção quando o seu filho se queixa que não está enxergando bem”.

REBECA MOTA ESPECIAL PARA O PORTAL DO JOTA


Nenhum comentário