Aconteceu!

FLAMENGO E VIDAL AVANÇAM AS CONVERSAS E ACORDO FICA PARA JUNHO

 

Divulgação

O fato de o meia Arturo Vidal ter deixado claro em entrevistas e postagens recentes o desejo de vestir a camisa do Flamengo faz tanto o clube como os representantes do jogador adotarem o silêncio e até descartarem uma possível negociação.

E essa será a estratégia de ambas as partes até o encerramento do vínculo do chileno com a Inter de Milão, no fim de junho, mesmo prazo para que se bata o martelo sobre a compra de Andreas Pereira por parte do Flamengo junto ao Manchester United.

Segundo a reportagem apurou, hoje, a pouco mais de um mês deste prazo, o empresário de Vidal, Fernando Felicevich, tem diálogo aberto sem intermediário com a cúpula do Flamengo para que a negociação do jogador de 34 anos, prestes a ficar livre no mercado, aconteça. E se dê sem a necessidade de o clube investir alto em salários e ter que superar a concorrência de mercados competitivos na Europa.

Vidal pede um contrato de dois anos com vencimentos que não extrapolam os valores pagos às principais estrelas rubro-negras, e quer defender uma equipe que lute por títulos na América do Sul, para que ele engrosse sua larga lista e se torne o maior campeão de seu país. A mídia que a equipe brasileira proporciona também é bem vista pelo jogador, que não se constrange em mandar recados claros à torcida nas redes sociais.

Internamente, algumas pessoas no Flamengo entendem o comportamento de Vidal como de um atleta em fim de carreira se oferecendo ao clube. Entretanto, ele é visto por quem comanda o futebol como um tiro certo para o meio-campo — setor que a diretoria ainda não teve sucesso em encontrar.

Thiago Mendes, do Lyon, ainda é monitorado, mas não viria de graça. Andreas, por sua vez, custaria 10 milhões de euros (hoje 51 milhões), sem contar salário e comissão. Se recebesse o salário de Gabigol, Vidal custaria cerca de R$ 40 milhões, fora luvas e comissão. Mas a tendência é que aceite menos que o camisa nove para fechar um acordo.

Tudo isso estará definido antes da abertura da janela de transferências internacionais no dia 18 de julho, quando a diretoria do Flamengo pretende ir ao mercado para outras movimentações de entradas e saídas. A esta altura Vidal estará livre e disposto a vir para o Rio de Janeiro com um estafe particular que lhe ajuda a cuidar da parte física e da alimentação.

Mesmo sem ser titular na Inter de Milão, o volante tem média de 33 minutos por jogo e entrou em campo 41 vezes na atual temporada. Pelo Chile, foi titular nas últimas nove partidas, mas não marcou gols nem deu assistências.

Do lado de Andreas, ainda não há movimentação para que o jogador deixe o Brasil. Seu empresário, Giuliano Bertolucci, alega não ter recebido do Flamengo sinalização de que a compra será efetuada, nem que não será.

No Flamengo, o caso é conduzido com cautela, para que não se perca um dos principais parceiros nos últimos anos no mercado de transferências internacional.


Agência O Globo*

Nenhum comentário