TCE

TCE

Aconteceu!

 LUIS MITOSO (PTB) FALA EM EVOLUÇÃO DO ATUAL MODELO DA ZFM E O DEFENDE DE ATAQUES DO GOVERNO FEDERAL

O vereador Luis Mitoso (PTB) defendeu com veemência o atual modelo econômico apresentado pela Zona Franca de Manaus (ZFM) e foi além em seu discurso realizado em plenário na manhã desta terça-feira (03) na Câmara Municipal. Para Mitoso, a tentativa de enfraquecimento do modelo não é de agora, e que precisa de uma análise mais ampla. O parlamentar mencionou o artigo 42 do Decreto 288/1967 que previa a existência do modelo ZFM por 30 anos. Com o tempo expirado, os ataques se tornaram recorrentes.

"Precisamos fazer uma análise mais profunda quando tratamos do tema. O decreto 288/1967 acerca da criação da Zona Franca citava as isenções previstas que revigorariam pelo prazo de trinta anos. O tempo acabou. Depois disso, é só ataques que acontecem há 25 anos, que depois disso só vieram cortes nos benefícios. A Zona Franca existe há 55 anos e desde então nenhum governo que aqui passou teve capacidade técnica de gerir um modelo alternativo sustentável e de desenvolvimento para a região. O decreto é bem claro em seu artigo primeiro quando fala da finalidade de criar no interior da Amazônia um centro industrial, comercial e agropecuário. Eu repito, agropecuário. Nossos governantes ficaram de joelhos para interesses próprios, deixando de lado o interesse plural. Tem a ZFM como uma muleta, se tirarem o Estado vai cair. Faltou capacidade técnica. É inadmissível a gente exportar peixes e bananas aqui de Roraima e de outros estados pela falta de planejamento técnico e de competência dos gestores que aqui passaram para criarem uma ou mais matrizes econômicas. Isso precisar mudar”, enfatizou Luis Mitoso.


Bolsonarista, o vereador não se omitiu aos ataques do atual governo quando assinou o Decreto nº 11.052, de 28 de abril de 2022, alterando as tabelas de incidência do IPI, zerando a alíquota para os concentrados de bebidas. O ato se dá em um momento onde políticos e empresários tentam reverter a redução de até 25% no IPI para a maioria dos produtos na qual o governo federal não deixou de fora aqueles produzidos aqui na ZFM.

“Sou bolsonarista mais sofro com os ataques ferozes que minha cidade vem recebendo. Entretanto, é preciso questionarmos, quais legados foram deixados pelos governos que aqui passaram?! Zero de legado! Não existe legado. Vivemos em um momento em que devemos nos unir. E é por isso que conclamo a população do Amazonas, Federação das Indústrias, nós, Vereadores de Manaus, do Prefeito de Manaus, do Governador do Estado, Deputados Estaduais, Federais e Senadores para lutarmos permanentemente pelos nossos empregos e benefícios”, finalizou Mitoso.

Nenhum comentário